CUT EM ÉGUAS ATRAVÉS DE GUIA ULTRASSONOGRÁFICA COLHEITA DE AMOSTRA DE OVÁRIO PARA BIOPSIA COM AGULHA TRU-

  • Paula Nascimento Santoro
  • Roberto Gebe Abreu
  • José Frederico Straggiotti Silva
Palavras-chave: Biópsia, Ovário, Tru-Cut

Resumo

Uma nova técnica de biópsia ovariana, em equinos, utiliza agulha de biópsia Tru-Cut guiada por ultrassom, in vivo. É menos invasiva, pois não necessita excisão ovariana, provendo melhor prognóstico e pós-operatório mais seguros. A técnica retira fragmentos muito menores dos ovários e apresenta resultados semelhantes ao método padrão de coleta após exérese ovariana. O trabalho visa comprovar a representatividade da amostra e avaliar a interferência da técnica na dinâmica ovariana após colheita. São usadas 10 éguas SRD entre cinco e 15 anos. Antes da colheita, é feita a limpeza e anti-sepsia na região da vulva e exame ginecológico, para instituir a fase do ciclo estral e as funções ovariana e uterina à palpação retal. Utiliza-se aparelho US Falco 100, Pie Medical, Holanda, com transdutor setorial multiangular de 5,0–7,5Mhz acoplado a guia Pie Medical ref-41832, onde se introduz a agulha de biopsia tipo Tru-Cut (14Gx600mm), semi-automática. Após a colheita, o animal é acompanhado, via ultrassom, durante dois ciclos estrais, para verificação de possíveis alterações, ou não, da dinâmica folicular e aspectos fisiológicos relacionados ao procedimento de colheita realizado anteriormente. Até o presente momento, foi realizado o acompanhamento do ciclo estral de apenas cinco éguas, pois as restantes se encontram prenhes. Durante o período avaliado de seis meses (NOV/10 – MAI/11), realizou-se a biópsia ovariana com agulha Tru-Cut em duas das cinco éguas, e pôde-se verificar que não houve alterações nem na fase de estro nem na fase de diestro de ambas. Cabe ressaltar, que, com a continuidade do acompanhamento reprodutivo das cinco éguas, notou-se que duas entraram em anestro fisiológico no mês de maio, comportamento considerado normal devido ao decréscimo do fotoperíodo, fator que influencia diretamente na fase reprodutiva dos equídeos. Segundo Gebe em 2010, trabalho ao qual o presente projeto de Iniciação Científica está vinculado, a nova técnica de biópsia com agulha Tru-Cut, mostra-se eficiente e com resultados representativos quando comparada ao método padrão de coleta.
Publicado
12-04-2013