APLICAÇÃO AXILAR DE FUNGICIDAS SISTÊMICOS NO CONTROLE DA QUEIMA DAS FOLHAS DO COQUEIRO.

  • Aleomar Leandro de Souza
  • Silvaldo Felipe da Silveira
  • Alexandre Macedo Almeida
  • Gilberto Rosa de Sousa Filho
  • Ediane Sfalsin Caron
Palavras-chave: Coqueiro, Queima das folhas, Fungicida

Resumo

Relatada na região norte fluminense desde 1999, a queima-das-folhas do coqueiro causada pelo fungo Botryosphaeria cocogena S. não tem controle efetivo até o momento (Silveira et al., 1999). Pulverizações com fungicidas são ineficientes e onerosas. Objetivou-se avaliar a eficiência de fungicidas sistêmicos, aplicados na axila das folhas, no controle da doença bem como correlacionar as variáveis de intensidade das doenças, queima e lixa-pequena entre si e com o número total de folhas/planta. Experimento DIC. Lavoura de coqueiro-anão verde de Praça João Pessoa/ S.F. do Itabapoana. Tratamentos: 7 fungicidas + controle (água destilada), com 5 repetições (1 planta/parcela). Aplicações a intervalos de 90 d na axila da folha 9. Início em 08/2009. Em 2011-12, estão programadas 5 avaliações a intervalos de 90 d. No campo, são medidos: comprimento total e comprimento da necrose na ráquis da folha 9, no. de folhas/planta e incidência de folhas com sintomas de queima. No laboratório, por amostragem destrutiva, conta-se o no. de lesões de lixa-pequena na nervura central de 4 folíolos removidos da folha 15. Análises: variância e testes de média no SAEG. Houve controle da queima e da lixa por cyproconazole, isoladamente ou em mistura com trifloxystrobin ou azoxystrobin, bem como com flutriafol (puro), em cujas parcelas notou-se significativamente maior número de folhas/planta – NF (µ= 24,95), menor incidência de folhas com queima – IQF (µ=4,556), além de menor número de lesões de lixa nos folíolos - NLL (µ= 4,8). Os demais tratamentos, inclusive a testemunha, apresentaram-se com menor NF (µ=20,9), maior IQF (µ= 22,5458) e maior NLL (µ= 41, 8). Verificou-se correlação direta entre as variáveis de intensidades das duas doenças bem como inversa entre estas e o número de folhas/planta. Cyproconazole isolado ou em mistura com estrobirulinas e flutriafol isolado controlaram as doenças e melhoraram a sanidade do coqueiro (de 20-21 para 24-26 folhas/planta). Aplicação axilar de fungicidas pode oferecer vantagens técnicas, sendo de menor impacto ao ambiente e a saúde dos aplicadores.
Publicado
16-04-2013