AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E DO DESEMPENHO DE OVINOS DE DOIS GRUPOS GENÉTICOS SUBMETIDOS A DOIS AMBIENTES TÉRMICOS

  • Érika Sá Viana Sales
  • Antonio Gesualdi Júnior
  • Rafael Souza Freitas
Palavras-chave: Adaptabilidade, estresse térmico, produção animal

Resumo

A ovinocultura tem se expandido, nos últimos anos, em várias regiões brasileiras. A raça Santa Inês, e seus cruzados com Dorper, mostram-se bem adaptados às condições do clima tropical, com potencial para apresentar alta eficiência reprodutiva e produtiva, além das vantagens de serem animais de ciclo curto, dóceis e rústicos. O objetivo do trabalho é Avaliar as características de adaptabilidade de ovinos resultantes do cruzamento das raças Dorper com Santa Inês no Norte e Noroeste Fluminense. O experimento será realizado no Laboratório de Zootecnia e Nutrição Animal da Universidade Estadual do Norte Fluminense, abrangendo a fase de terminação em confinamento, com um grupo de 16 ovinos não-castrados, contendo animais com alto grau de sangue Santa Inês e seus cruzados com Dorper. Oito animais serão submetidos a um ambiente de conforto térmico e, oito, a um ambiente de modesto estresse por calor para ovinos. A alimentação será ad libitum e, a cada 25 dias, serão avaliados os ganhos médios diário de peso vivo e também escore de condição corporal dos animais, com escala de 1 a 9. Será, ainda, conduzido o teste para obtenção do índice de tolerância ao calor, segundo Baccari Jr. (1990) Até o momento não há resultados. Até o momento não há conclusões.
Publicado
17-04-2013