FATORES DE SUCESSO PARA AGLOMERADOS PRODUTIVOS.

  • Greciany Neves Machado Dias
  • Francisco Venancio Gonçalves
  • José Ramon Arica Chavez
Palavras-chave: Aglomerados Produtivos, Fatores de Sucesso

Resumo

Um assunto vem sendo motivo de pesquisa a nível mundial consiste em analisar as estratégias para as pequenas e médias empresas (PMEs) aumentarem sua competitividade, para enfrentarem as grandes corporações que dominam os mercados. A estratégia que se tem mostrado viável consiste na constituição de Aglomerados Produtivos (APs), onde as firmas, aproveitando vantagens de localização e setorização, conseguem desenvolver ganhos de escala e escopo, por meio da especialização e da flexibilização. Partindo da hipótese levantada por diversos autores, de que há duas orientações distintas em que se baseiam os APs: para a oferta (com foco em ações voltadas para as melhorias de processos) e para a demanda (focada nas necessidades dos clientes), considerando que as mesmas podem ser fatores que ajudam a definir o grau de sucesso de tais aglomerados, o objetivo do presente trabalho é identificar os principais fatores que permitiriam desenvolver eficientemente tanto a orientação para a oferta como a orientação para demanda. Para isso, caracterizam-se ambas as orientações, propondo indicadores associados a cada uma delas pretendendo capturar o tipo e grau da eficiência coletiva desenvolvida. Este trabalho tem por objetivo verificar quais seriam os fatores críticos, que permitiriam o sucesso dos APs. Para tanto, estas, precisam-se desenvolver certas características que permitam usufruir das vantagens potenciais. O resultado se apresenta na forma de uma matriz dividida em quatro subáreas, abordando encadeamentos verticais e horizontais, atmosfera industrial e o papel das instituições de apoio, avaliados em função da governança (ou coordenação) estabelecida, confiança entre os agentes, dinamismo quanto à inovação e participação nas respectivas cadeias produtivas. O estudo consistiu da formulação de indicadores, propondo fatores críticos de sucesso em APs, reunindo-os em uma matriz. Esta etapa desenvolve uma análise empírica, mensurando sua proposta através de levantamentos de campo em diferentes grupos de aglomerados em níveis distintos de desenvolvimento.
Publicado
17-04-2013