FABRICAÇÃO DE TIJOLOS DE BAIXO IMPACTO AMBIENTAL PARA HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL

  • Sara de Assis Ribeiro
  • Dylmar Penteado Dias
Palavras-chave: tijolos, sociedade, ambiente

Resumo

Devido ao baixo custo de fabricação e instalação, surgiu o interesse em tornar o tijolo solo-cal mais acessível à população de baixa renda. Entretanto, visando contribuir para o aperfeiçoamento técnico, científico, econômico, este projeto de pesquisa tem por objeto a fabricação de tijolos feitos de metacaulim industrial (em substituição ao solo), cal hidratada, areia e água. Para análise da pesquisa, foram feitos corpos de prova dos materiais em questão. Materiais, estes que foram inicialmente caracterizados conforme sua composição química e granulométrica. Foram feitos diversos traços a fim de descobrir qual fornece melhores resultados, relacionando os materiais conforme sua densidade. Os corpos de prova foram rompidos por compressão axial após 28 e 70 dias de cura. Para assim, descobrir as variáveis ótimas da pesquisa. Com as resistências à compressão axial obtidas, gráficos foram montados para a avaliação dos resultados. Assim, algumas observações puderam ser feitas: a) a maior finura da areia confere ao material melhor compacidade do corpo de prova e assim, resistências mais altas; b) a melhor pressão de compactação do corpo de prova é de 4,5t, acima dessa marca, o corpo sofre fissuras e sua resistência cai; c) quanto maior a quantidade de areia no corpo de prova, menor a sua resistência, já que quem confere esta é a reação da cal com a metacaulim e a água. Entretanto, as resistências voltam a subir quando o teor de areia atinge o nível ideal para bloquear a retração volumétrica. Os resultados encontrados até a atual pesquisa são realmente satisfatórios a ponto que os tijolos podem ser considerados estruturais. Precisa-se, agora, iniciar a pesquisa com a durabilidade do material, estudando pontos como a porosidade, resistência abrasão e umidade.
Publicado
18-04-2013