VALIDAÇÃO DAS COLORAÇÕES E/N, COLORAÇÃO SIMPLES PARA ACROSSOMA E DAB, UTILIZADAS NA AVALIAÇÃO DE SÊMEN DE MICO DE CHEIRO (SAIMIRI SCIUREUS).

  • Wlaisa Vasconcelos Sampaio
  • Tatiana Kugelmeier
  • Clênio Fernandes Viana
  • Maria Clara Caldas Bussiere
Palavras-chave: S. sciureus, validação, espermatozóide

Resumo

O presente trabalho objetivou validar três técnicas utilizadas na avaliação espermática de S. sciureus; eosina/nigrosina (E/N) para avaliação da integridade de membrana plasmática; coloração simples para acrossoma para avaliação de integridade do acrossoma (POPE et al., 1991) e DAB (HUDRKA et al., 1987) para avaliar a atividade mitocondrial. Essa etapa é de fundamental importância sempre que uma técnica de avaliação é utilizada pela primeira vez em determinada espécie. Foram utilizados ejaculados 2 machos adultos, sendo 3 do animal A e 2 do B, obtidos por vibroestimulação peniana. O experimento 1 consistiu em 3 ciclos de congelamento em N2 e descongelamento em banho maria a 37ºC, a fim de lesar os espermatozóides. No experimento 2 utilizou-se a tripsina em dose elevada (25mg/mL, a 17%) e 30 minutos de incubação a 37º C, com o mesmo intuito. Em ambos os experimentos as amostras foram divididas em controle, 100% tratadas e 50% tratada/ 50% controle. As amostras de cada tratamento foram corada por E/N, POPE e DAB e as avaliações realizadas com a contagem de 100 células por lâmina em microscópio óptico com aumento de 400 x para E/N e 1000 x para POPE e DA As células avaliadas pelas colorações de E/N e POPE foram classificadas em íntegras e não íntegras. As células avaliadas pelo DAB foram classificadas em 4 graus: (grau I = todas ou quase todas as mitocôndrias ativas; grau IV = nenhuma ou quase nenhuma mitocôndria ativa). A análise de variância entre os tratamentos do experimento 1 (N2) demonstrou diferença significativa (p<0,0001) para a avaliação da integridade de membrana pela E/N. A mesma análise para o experimento 2 (Tripsina) demonstrou não haver diferença entre os tratamentos (p>0,05). Para as colorações de POPE e DAB não houve diferença significativa entre os tratamentos em ambos os experimentos (p>0,05). A coloração E/N foi validada para avaliação da integridade da membrana plasmática dos espermatozóides. Testes como indução de reação acrossômica e inibição da atividade mitocondrial devem ser feitos para validação das colorações de POPE e DAB. O espermatozóide apresenta alta resistência á tripsina
Publicado
19-04-2013