FABRICAÇÃO DE TIJOLOS A PARTIR DA MISTURA DE CAL HIDRATADA E RESÍDUO DE TIJOLO MOÍDO.

  • Jéssica Pereira Castello
  • Dylmar Penteado Dias
Palavras-chave: Resíduo, Sustentabilidade, Tijolo

Resumo

O projeto pretende desenvolver materiais e estruturas de baixo impacto ambiental, para aplicação na indústria da construção civil.E se dará através da experimentação de materiais produzidos a partir do aproveitamento de resíduos de diferentes origens, da experimentação de materiais como a cal hidratada e o RTM .Será observado o comportamento do material e o comportamento estrutural.Este projeto é considerado sustentável pois utiliza resíduos e dispensa a queima na produção do material. Fabricação de corpos de prova, a partir da mistura homogênea de: resíduo de tijolo moído (RTM); cal hidratada comercial (CH); areia (AR) e água (AG).Inicialmente estes materiais são submetidos a ensaios como a granulometria e o EDX, afim de conhecer a composição química do material e a densidade real dos grãos.Esses materiais são adicionados em diferentes proporções, onde cada proporção (traço), é submetida a diferentes pressões de compactação.Depois de prontos os corpos são submetidos a uma cura de 28 dias, após esse período são rompidos como o objetivo de conhecer o traço que tem melhor resistência a compressão. A partir dos ensaios realizados pudemos observar a pressão de compactação ótima dos corpos de prova, assim como a melhor granulometria da areia, esses fatores utilizados em conjunto proporcionam melhor resistência ao produto final, que é o tijolo.Isso decorre do fato de que quanto menor a granulometria, maior a compacidade do material, e assim melhor a resistência. Os resultados obtidos até o momento, encontram-se satisfatórios, as resistências obtidas, revelam que os corpos de prova atingem níveis de resistência de tijolos estruturais.Assim, o próximo passo é encontrar a proporção de areia ótima no bloco,afim de baratear o custo final e testar a durabilidade.
Publicado
19-04-2013