PAPEL DA L-ARGININA NA MOTILIDADE, VIGOR E PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA EM ESPERMATOZÓIDES DE BOVINOS CRIOPRESERVADOS DURANTE A CAPACITAÇÃO IN VITRO.

  • Patrícia Alves de Pinho Machado Silva
  • Maria Clara Caldas Bussiere
  • Ana Carolina de Macedo Soares Leal
  • Carla Sobrinho Paes de Carvalho
  • Célia Raquel Quirino
Palavras-chave: Bovino, Óxido nítrico, Capacitação in vitro

Resumo

A capacitação espermática é um fenômeno ligado a fertilização, sendo fundamental no aprimoramento das biotécnicas reprodutivas. Dentre os fatores envolvidos na capacitação podemos evidenciar o óxido nítrico (NO), uma espécie de nitrogênio reativo, sintetizado a partir da L-arginina (L-arg). O objetivo principal foi pesquisar os efeitos do NO na capacitação in vitro de espermatozóides bovinos por meio da adição da L-arg no meio capacitante. Foi utilizado sêmen criopreservado de 3 animais, submetido à centrifugação (700 x g/10 min) em gradiente de Percoll 45 e 90%. O sedimento foi ressuspendido em meio de lavagem e submetido à nova centrifugação (200 x g/3 min). O sedimento foi diluído em meio TALP-sp com heparina e colocado na estufa a 38,5oC com atmosfera umidificada com 95% de ar e 5% de CO2 por 4h. Para avaliar a motilidade e o vigor foram adicionados diferentes concentrações de L-arg (1; 2,5; 5; 10 e 50mM), 0,1mM ODQ e 10mM GMPc ao meio capacitante. A peroxidação lipídica (PL) foi avaliada utilizado-se kit comercial (Peroxidetect – Sigma) após a adição de L-arg (1 e 10mM), 0,1mM de ODQ e 10mM GMPc ao meio capacitante. A adição de 1 e 2,5 mM de L-arg e 10 mM de GMPc aumentaram a motilidade progressiva dos espermatozóides capacitados em relação ao controle e demais tratamentos, enquanto as concentrações de 5, 10 e 50 mM de L-arg diminuíram (P<0,05). A adição de 0,1 mM de ODQ inibiu o vigor comparado com o controle e demais tratamentos (P<0,05), contudo a adição de L-Arg reverteu esta ação inibitória (0,1mM ODQ + 1mM L-arg). A adição de 1 mM de L-arg e 0,1 mM de ODQ diminuíram a peroxidação lipídica em relação ao controle e demais tratamentos (P<0,05). A adição de 1 mM de L-arg reverteu o efeito inibitório de 0,1 mM de ODQ no meio capacitante (P<0,05). Após a capacitação espermática em bovinos: 1) a via L-arg/NO/GMPc está envolvida no controle da motilidade progressiva e vigor; 2) houve efeito dose-resposta da ação da L-arg na diminuição da PL; 3) a L-arg/NO diminuiu a peroxidação via inibição da guanilato ciclase solúvel e não via GMPc.
Publicado
22-04-2013