ESTUDO DAS CARACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS E PROPRIEDADES DE FIBRAS DE BURITI PARA SUA UTILIZAÇÃO EM COMPÓSITOS

  • Michel Picanço Oliveira
  • Anderson de Paula Barbosa
  • Sergio Neves Monteiro
Palavras-chave: Fibras de buriti, Pullout, Compósitos

Resumo

A utilização de fibras vegetais como reforço tem despertado interesse de empresas e pesquisadores. O uso de recursos vegetais para produção de materiais é uma alternativa renovável e biodegradável. As fibras vegetais geram compósitos mais baratos, com menor densidade e maior tenacidade. Durante os processos de moldagem as fibras passam pôr inúmeros esforços mecânicos e ataques termoquímicos, portanto, o objetivo deste trabalho é estudar as propriedades físicas, químicas e mecânicas das fibras As fibras de buriti utilizadas foram extraídas de pecíolos da palmeira para obter a distribuição diametral, foram extraídas 100 fibras para uma análise dimensional, o diâmetro médio obtido foi 0,7 mm. Para analisar a fixação fibra polímero foi realizado o ensaios de pullout, as fibras foram encapsuladas com diferentes comprimentos de embutimentos, 3, 5, 10, 20, 30 e 40 mm, em matriz epoxídica, éter diglicidílico do bisfenol A (DGEBA) endurecida com trietileno tetramina (TETA). O corpo de prova, gerado com esse compósito foi tracionado em uma máquina Instron modelo 5582, de maneira à fibra não fosse fixada sem sofrer danos para na influenciar nos resultados. Nos gráficos gerados de força de tração versus alongamento para cada comprimento embutido de (L). Observa-se que para a fibra que foi embutida com 3mm o gráfico tem um serrilhado, caracterizando a retirada gradual da fibra do polímero, para os outros gráficos, tem-se uma linearidade, nestes casos a fibra não foi arrancada, e sim rompida. Para maiores valores de L, a resistência fica próxima a da fibras de buriti, portanto, o teste torna-se um simples teste de tração para a fibra. Com os valores foi obtido lc = 7,09mm, comprimento de embutimento limite para livre desacoplamento e Lc = 18,05mm do comprimento a partir do qual não ocorre mais desacoplamento da fibra em relação à matriz. • Testes de Pullout, com fibras de buriti em cápsulas epóxi, permitiram uma correlação com a tensão máxima ser estabelecida atraves de uma curva de pullout. • A partir da curva de Pullout, foi obervado um comprimento critico lc = 7,09 mm e uma tensão de cisalhamento da interface de ? c= 8,7 Mpa.
Publicado
24-04-2013