RECURSOS POLÍNICOS UTILIZADOS POR BOMBUS MORIO (SW.)(HYMENOPTERA,APIDAE) EM ÁREAS DE CULTIVO DE TOMATE (SOLANUM LYCOPERSICUM L.)EM SÃO JOSÉ DE UBÁ, RJ

  • Hellen de Azevedo Oliveira
  • Mariana Scaramussa Deprá
  • Giselle Braga Menezes
  • Maria Cristina Gaglianone
Palavras-chave: Abelhas nativas, Análise polínica, Polinização de culturas

Resumo

A busca de recursos nas flores faz das abelhas os principais agentes da polinização, um processo essencial na reprodução vegetal. Bombus morio tem grande importância em áreas florestais e agrícolas, sendo considerado um potencial polinizador de espécies da família Solanaceae, por possuir capacidade de coleta por vibração. O objetivo desse trabalho foi avaliar a diversidade de recursos polínicos utilizados por B. morio em áreas de cultivo de tomate próximos a fragmentos de florestas. O estudo foi realizado em São José de Ubá, RJ, em plantios localizados em duas paisagens com maior (Prosperidade) e menor (Cambiocó) cobertura florestal, e em área de vegetação herbácea no entorno de plantios. As amostragens das abelhas foram feitas nas flores do tomateiro, com rede entomológica, durante o período de antese, entre maio e agosto de 2010. A carga polínica retirada das corbículas de 24 abelhas (coletadas nos plantios e no entorno) foi acetolizada e montada em lâminas. Estas foram analisadas e fotografadas sob microscópio óptico. A partir da quantificação dos grãos de pólen, foram determinados os parâmetros de riqueza, freqüência relativa, diversidade e similaridade entre áreas. Foram identificados 36 tipos polínicos nas amostras analisadas das três áreas. A Prosperidade apresentou 13 tipos diferentes de pólen (sendo 7 exclusivos), o entorno 16 tipos diferentes (6 exclusivos) e o Cambiocó, 13 tipos de pólen (6 exclusivos). O tipo mais freqüente nas amostras foi o de S. lycopersicum. B. morio apresentou maior riqueza e diversidade de tipos polínicos na área do entorno do plantio da Prosperidade, região com maior cobertura vegetal, onde também foi encontrada maior uniformidade na utilização dos recursos em comparação com as áreas de cultivo. A similaridade diferiu entre as áreas comparadas e a menor similaridade foi observada entre o Cambiocó e o entorno. Os dados indicam que mesmo em período de intensa floração do tomateiro, as abelhas utilizam outros recursos e, portanto, a preservação das áreas de entorno com alta riqueza florística é importante para a manutenção destes polinizadores nas áreas de cultivo e nas áreas florestais.
Publicado
24-04-2013