INCORPORAÇÃO DE RESÍDUO DE CASCA DE OVO EM TIJOLO SOLO-CIMENTO

  • Mateus Carvalho Amaral
  • José Nilson França de Holanda
Palavras-chave: Tijolo, Solo-cimento, Casca de ovo

Resumo

O tijolo solo-cimento é considerado ecológico, pois dispensa a queima na sua produção e por isso é muito empregado na construção civil. O ovo é muito consumido em todo mundo e gera vantagens econômicas, porém produz grande quantidade de cascas. No Brasil estas cascas são geralmente são descartadas em lixões, resultando em problemas ambientais. Este trabalho de IC se propõe a estudar a viabilidade de incorporar este resíduo de casca de ovo em tijolo solo-cimento. As matérias-primas utilizadas neste trabalho foram: solo arenoso, cimento CP III, resíduo de casca de ovo e água. A caracterização física, química e mineralógica das matérias-primas foi determinada. Inicialmente foi determinado o traço padrão que será utilizado como referência em relação aos traços contendo resíduo. Os corpos-prova foram feitos por compressão uniaxial. Em seguida foram submetidos a etapa de cura (28 dias). Foram determinadas as seguintes propriedades tecnológicas: resistência a compressão, absorção de água e massa específica aparente. Os resultados mostraram que o solo é quimicamente constituído principalmente de SiO2 e Al2O3. Do ponto de vista granulométrico o solo é constituído principalmente de partículas grosseiras (> m). Já om63  resíduo de casca de ovo é constituído basicamente de calcita. As propriedades tecnológicas dos traços ensaiados indicaram que o solo arenoso selecionado pode ser utilizado na produção de tijolos solo-cimento. Baseado nos resultados ficou evidenciado que o resíduo de casca de ovo utilizado no trabalho é um material rico em carbonato de cálcio na forma de calcita (CaCO3). Os corpos-de-prova ainda se encontram em processo de cura e suas propriedades tecnológicas ainda começarão a ser avaliadas.
Publicado
25-04-2013