DENSITOMETRIA MIOCÁRDICA EM CÃES

  • Raphael Tostes Ramos de Faria
  • Felipp da Silveira Ferreira
  • Cláudio Baptista de Carvalho
Palavras-chave: Densitometria, Miocárdio, Cães

Resumo

O uso de novas tecnologias se faz necessário para a obtenção de diagnósticos mais precisos e rápidos. Uma nova ferramenta de diagnóstico em desenvolvimento chama-se densitometria que se constitui da medição da densidade óptica de filmes fotográficos e produtos impressos e o uso dessas medidas para controlar as variáveis da reprodução gráfica. O objetivo do trabalho é estabelecer parâmetros da disposição das fibras miocárdicas em cães, além de implementá-la como método diagnóstico de rotina. Serão coletadas 50 amostras de miocárdio de cães que virão a óbito no Hospital Veterinário - UENF em decorrência de enfermidades não cardíacas. As amostras serão coletadas em pontos definidos no ventrículo esquerdo e processados segundo rotina histológica. A quantidade e o diâmetro relativo das fibras miocárdicas serão determinados usando o programa Gel Perfect, a partir de imagem em formato TiFF da lâmina microscópica do miocárdio,obtida através de uma câmera digital acoplada ao microscópio óptico. O programa calculará o diâmetro relativo de cada fibra e a área ocupada por ela, dando também uma representação diagramática das fibras miocárdicas. Os resultados obtidos até agora fazem parte da fase inicial do projeto.E não demonstram grande relevância diante do objetivo principal. Ainda não há conclusão,pois estamos na fase inicial do projeto.
Publicado
25-04-2013