ESTRUTURA E PROPRIEDADES DAS LIGAS DE TI-(32-4X)%NB-X%MO TEMPERADAS E DEFORMADAS ATÈ 10%

  • Marili Santos de Souza
  • Lioudmila Aleksandrovna Matlakhova
Palavras-chave: Ligas Ti-Nb-Mo, Análise estrutural, Microdureza

Resumo

As ligas de titânio com Nb e Mo apresentam alta resistência à corrosão, boas propriedades mecânicas, baixo peso e podem revelar efeitos não elásticos (ENE). Sabendo que as propriedades dependem da estrutura das ligas e que ENE são correlacionados com fases metaestáveis, o objetivo do presente trabalho é investigar a influência de Mo e Nb na estrutura e propriedades das ligas temperadas do sistema Ti-(32-4x)%Nb-x%Mo, as quais ainda podem ser aplicadas no setor off-shore. Foram utilizadas 4 ligas temperadas do sistema Ti-(32-4x)%Nb-x%Mo, onde o teor de Nb varia de 28 a 16% e o Mo de 1 a 4%, em peso. A caracterização estrutural foi realizada por microscopia ótica, microscopia eletrônica de varredura, microanálise por EDS e difração de raios X. Os ensaios de microdureza Vickers foram efetuados num Microdurômetro, com uma carga de 40g. A resistividade elétrica foi medida através do método de quatro pontas. A densidade foi determinada por meio da pesagem hidrostática, e estimada com base nas suas composições químicas. Para verificar as mudanças estruturais das ligas após a deformação total de 10%, foi efetuado um teste de compressão, na máquina Instron. Nas ligas temperadas revelou-se a presença das fases ? metaestável, martensitas ?”, ?´ e fase Omega , em proporções dependentes de suas composições. O aumento do teor de Mo de 1 a 3% favorece a estabilização da fase ?, sendo que na liga 3%Mo,? é dominante. Contudo, na liga 4%Mo, a martensita ?” reaparece. A distribuição dos elementos nas ligas é homogênea. Os valores de microdureza nos grãos com estrutura ?”/?´ são maiores do que nos grãos com a fase ?. O aumento do teor de Mo e a formação da fase Omega nas ligas com 2 e 3%Mo, resulta em um acréscimo na resistividade. Os valores de densidade das ligas, determinados e estimados, foram próximos. As ligas deformadas estão sendo analisadas. A adição de 1 até 3%Mo favorece a estabilização da fase ?, no entanto na liga com 4%Mo, a fase ?” reaparece, revelando que essa quantidade não é suficiente para estabilizar ?. As propriedades estudadas acompanham as modificações estruturais, evidenciando a correlação entre estrutura e propriedade.
Publicado
26-04-2013