EFEITO DA PRÉ-INCUBAÇÃO ESPERMÁTICA NA PRODUÇÃO IN VITRO DE EMBRIÕES BOVINOS

  • Alinne Gloria Curcio
  • Reginaldo da Silva Fontes
  • Célia Raquel Quirino
  • Carla Paes de Carvalho
Palavras-chave: Espermatozóides, fertilização in vitro, Capacitação

Resumo

A produção in vitro de embriões (PIVE) bovinos é uma ferramenta valiosa para maximizar a utilização de doadoras de alto mérito genético. O incremento dos índices de produção in vitro de embriões têm sido a meta de vários grupos de pesquisa nos últimos anos. Atualmente, esta taxa está em torno de 30 a 40%. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência da pré-incubação de espermatozóides bovinos na PIVE, visando o aumento da eficiência desta biotecnologia. Oócitos de vacas de matadouros de Campos dos Goytacazes-RJ foram maturados (22 horas) e fertilizados in vitro. No preparo dos espermatozóides, foram usados diferentes tempos de pré-incubação espermática, 1 e 4 horas. No grupo -1 (G-1), o sêmen permaneceu pré-incubado em Talp-fec suplementado por uma hora antes da fertilização em estufa a 38ºC em atmosfera de 5% de CO2. No grupo -4 (G-4), o sêmen foi pré-incubado sob as mesmas condições por 4 horas. No grupo controle (GC), não houve pré-incubação. Os supostos embriões foram cultivados por 8 dias e avaliadas as taxas de clivagem e produção de blastocistos. Não houve diferença significativa nas taxas de clivagem entre os grupos G-1, G-4 e GC(59,40 ± 18,82; 43,60 ± 17,76; 63,80 ± 10,03; respectivamente). O grupo G-1 resultou em uma maior taxa de blastocistos (37,20 ± 19,43) quando comparado ao GC (28,20 ± 15,75) e ao G-4 (11,00 ± 5,83). As análises foram feitas através do teste estatístico ANOVA. Para que ocorra a fecundação, os espermatozóides precisam estar capacitados para a reação acrossômica. Em contrapartida, a viabilidade in vitro é rapidamente perdida devido ao estresse oxidativo. Neste sentido, a otimização do tempo de pré-incubação espermática se torna uma etapa importante, visando o aumento das taxas de produção in vitro de embriões. A realização da pré-incubação espermática pelo período de 1 hora pode ser utilizada para aumentar a eficiência da PIVE, por ser uma alternativa sem custos, de fácil execução, e viável a nível comercial.
Publicado
26-04-2013