PENTECOSTALISMO, AÇÃO SOCIAL E DINÂMICAS POLÍTICAS

  • Pedro Costa Azevedo
  • Wania Amélia Belchior Mesquita
Palavras-chave: Religião, Pentecostais, Assistência Social

Resumo

Mediante o processo de redemocratização da sociedade brasileira e dinamismo de atores sociais e procedimento para que as minorias sociais possam lutar por seus interesses, o segmento pentecostal emerge e fundamenta a partir desta condição ações de legitimidade no contexto social e político. Deste modo, a pesquisa direciona-se na trajetória do candidato Anthony Garotinho e do candidato Vieira Reis no pleito de 2010 no município de Campos dos Goytacazes, para então aferir as diferentes relações en Foi utilizada a pesquisa qualitativa, pelo meio da observação etnográfica realizada nas igrejas e outras organizações pentecostais e eventos que envolvam ações sociais e políticas, embasando-se em entrevistas semi-estruturadas e gravadas. Ao traçar a trajetória política do candidato Anthony Garotinho e do candidato Vieira Reis a pesquisa buscou demonstrar as suas praticas assistencialista e, de que forma legitimam as suas narrativas. Mesmo que ambos não declarem explicitamente a sua posição religiosa no âmbito político, remetem ao pressuposto de que fazem parte de um universo religioso. Indicado principalmente na diferente forma de tomada de posição, existente entre os dois atores e, a sua forma singular de lidar com o assistencialismo. Mesmo não tendo dados que precisem a repercussão destas candidaturas junto ao segmento eleitoral pentecostal, referente à intenção de votos e resultados eleitorais, a pesquisa traçou o discurso e a ação desses agentes por representação na vida pública do município de Campos dos Goytacazes.
Publicado
29-04-2013