ANÁLISE ESTRUTURAL DA INTERAÇÃO ENTRE BACTÉRIAS PROMOTORAS DO CRESCIMENTO E PLANTAS DE INTERESSE AGRONÔMICO NA PRESENÇA DE SUBSTÂNCIAS HÚMICAS

  • Daniele Angela Rossinol Frade Silva
  • Luciano Pasqualoto Canellas
  • Fábio Lopes Olivares
Palavras-chave: Microscopia, Bactérias, Bioestimulante

Resumo

Inoculantes desenhados a partir do uso combinado de ácidos húmicos (AH) e bactérias promotoras do crescimento vegetal (BPCV) se constituem em um novo conceito de biofertilizantes. Para tanto, o objetivo da presente proposta é avaliar a relação estrutural da interação bactéria-planta hospedeira na presença de substâncias húmicas e suas sub-frações em diferentes espécies vegetais de interesse agrícola como milho e cana-de-açúcar. Os primeiros ensaios de avaliação de aplicação conjunta de bactérias e ácidos húmicos (BACAH) foram conduzidos em plantas de milho inoculadas com estirpes de Herbaspirillum seropedicae. A partir desse material estão sendo conduzidas análises microscópicas para verificar: i) aumento da população bacteriana associada à planta hospedeira, ii) hipótese da existência do favorecimento da colonização dos tecidos vegetais pelas BPCV na presença de AH. Neste caso, avaliaremos: (a) aumento dos sítios de infecção (raízes laterais emergidas) via bioestimulação radicular pelos AH e (b) condicionamento físico da bactéria, devido à ancoragem e aglutinação de colônias de bactérias nos AH. A bioestimulação associada ao condicionamento da bactéria facilitam a formação de comunidades microbianas estruturadas em biofilmes, favorecendo a persistência e atividade do inóculo e o aumento da população nas raízes. Com o fluxo de massa em direção às raízes, o contato no sítio de infecção da bactéria pode ser facilitado, incrementando também a população endofiticamente estabelecida. Neste cenário, o projeto se harmoniza com pesquisas desenvolvidas no NUDIBA para testar diferentes inoculantes e tecnologias de inoculação baseadas em bactérias para inoculação de plantas em associação com matéria orgânica para a geração de biofertilizantes e bioestimulantes para agricultura.
Publicado
03-05-2013