ANÁLISE DE WEIBULL DO COMPORTAMENTO EM TRAÇÃO DE FIBRAS DE BANANEIRA

  • Lucas Barbosa de Souza Martins
  • Felipe Perissé Duarte Lopes
  • Nathalia Carneiro Garcia Rosa
  • Sergio Neves Monteiro
Palavras-chave: Fibras de banana, Ensaio de tração, Estatística de Weibull

Resumo

Fibras naturais com alto teor de celulose, conhecidas como fibras lignocelulósicas, consolidaram-se como potencial campo de pesquisa para substituição de fibras sintéticas, em particular a fibra de vidro. Dentre as muitas fibras naturais obtidas de vegetais, conhecidas também como fibras ligonocelulósicas, aquela extraída do pseudocaule da bananeira possui razoável resistência mecânica média e vem sendo investigada e mesmo aplicada como reforço de compósitos poliméricos. Cem fibras de bananeira foram retiradas aleatoriamente para realizar uma avaliação quanto à distribuição dimensional. Para obter-se o diâmetro equivalente, cada fibra foi medida em cinco posições ao longo do comprimento com o auxílio de projetores de perfil. Foram considerados 6 faixas de intervalos de diâmetros.Então, 72 fibras foram retiradas do feixe recebido, 12 fibras para cada faixa. As 72 fibras foram ensaiadas em tração a temperatura ambiente em máquina EMIC DL 10000. Os valores de resistência à tração foram interpretados pelo método de Weibull, utilizando-se o programa Weibull Analysis Através da análise dos dados fornecidos no ensaio de tração na máquina EMIC, foram construídas curvas de força versus deformação. As curvas apresentam predominante regime elástico, onde ocorre um ponto de máxima resistência e súbita ruptura. obteve-se a tensão máxima para cada fibra, e então, estes dados foram tratados pela Estatística de Weibull. Com os valores de dos parâmetros de weibull, Construiu-se uma curva de dependência da tensão característica com o diâmetro médio, para cada um dos 6 intervalos de diâmetro com sua respectiva equação hiperbólica.A análise das pontas de ruptura das fibras acrescenta maiores evidências sobre a correlação inversa entre a resistência e o diâmetro delas. A estatística de Weibull aplicada aos resultados de resistências á tração de fibras da bananeira revelaram uma relação inversa entre a resistência e o diâmetro médio das fibras. Esta correlação mostrou um ajuste à uma equação matemática hiperbólica no intervalo de diâmetros considerados.
Publicado
13-05-2013