USO DE DROGAS NO AMBIENTE ESCOLAR

  • Torquato Ferreira Pinheiro
  • Rodrigo Maciel Lima
  • Ingrid Ribeiro da Gama Rangel
Palavras-chave: Drogas, Conscientização, Escola

Resumo

Segundo Silva et al. (2008) “a drogadição invadiu o espaço educativo de forma tão contundente que vem assustando os profissionais da educação”. Mediante o aumento do uso de drogas nas escolas, fez-se necessário um levantamento de questões junto aos profissionais que atuam no tratamento de dependentes químicos e aos da área educacional a respeito do tema. Os resultados obtidos com a pesquisa servirão de base para o planejamento de ações educativas nas escolas da região. A pesquisa foi pautada na busca de dados junto às instituições: CAPSAD - Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, Associação Vidamor e o Hospital Abrigo Dr. João Viana. Nas instituições citadas, foram realizadas 15 entrevistas junto aos seus respectivos funcionários. Foi escolhida uma escola estadual do município de Campos dos Goytacazes, RJ. Onde se aplicou um questionário com questões abertas e fechadas aos profissionais da educação, dentre eles a diretora adjunta, coordenadora pedagógica e professores de diversas áreas totalizando 28 questionários respondidos pelos mesmos. Levantada a questão do papel da escola na prevenção ao uso de drogas, os profissionais das instituições de saúde, denunciaram a falta de ações mais efetivas ligadas a trabalhos de prevenção e conscientização dos educandos. Questionou-se a posição da escola frente ao uso de drogas, 67,85% afirmaram que conscientiza e adota medidas de ações preventivas, 3,58% relataram que a instituição se mantém apática e ignora o assunto e 28,57% discorreram uma opinião variada da posição da escola. Verificou-se que as dificuldades do trabalho preventivo às drogas no âmbito escolar vão do medo e represálias por parte da comunidade do entorno a instituição ao pouco apoio das famílias. O papel da escola torna-se fundamental no desenvolvimento de um cidadão pleno de suas ações e escolhas frente ao uso de drogas. Os resultados expressam a necessidade de ações mais efetivas no ambiente escolar, tornando-se relevante um trabalho de conscientização, por meio de palestras e debates.
Publicado
19-06-2013