A EXPERIÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO EM ELETROTÉCNICA NO IFF CAMPUS MACAÉ: PERFIL DOS ALUNOS

  • Yohana de Azevedo Carvalho
  • Wania Manso de Almeida
  • Maria Letícia F. T. de Teixeira e Leite
Palavras-chave: PROEJA, Ensino médio integrado, Perfil do aluno

Resumo

Este projeto pretende contribuir para a melhoria na educação oferecida aos alunos da EJA. Partindo da hipótese de que cada experiência educativa é singular e requer o conhecimento dos sujeitos a que ela se destina, propusemos identificar o perfil dos alunos matriculados no Curso de Ensino Médio integrado em Eletrotécnica no IFF, Campus Macaé. Assim, a pesquisa se integra ao projeto de implantação do PROEJA no IFF, com novas possibilidades de produção de conhecimento em educação tecnológica. Utilizou-se como metodologia o método dialético da produção do conhecimento. Inicialmente procedemos a um levantamento bibliográfico, seguido do estudo de textos selecionados que serviram de referência para a construção de um questionário destinado à coleta de dados a partir dos quais se procedeu à definição do perfil dos alunos. Responderam ao questionário 19 alunos matriculados no primeiro ano do curso. O questionário tem 48 questões agrupadas em 5 blocos: Identificação, Contexto familiar, Trabalho e renda, Escolaridade e cultura, Representações sobre a escola. Para sua análise foram utilizados os estudos de Bourdieu referentes aos conceitos de capital econômico e capital cultural. Em síntese, os dados revelam um número significativo de alunos entre 37 e 60 anos que retorna à escola em busca de qualificação profissional. Alunos que se reconhecem como negros e mulatos, a maioria natural de outros Estados. Viajam de ônibus depois de uma jornada de trabalho entre cinco e oito horas, para a maioria. Quadro que justifica a presença marcante de assuntos escolares como tema de conversa nas famílias. Quase todos vieram da escola pública e a metade foi reprovada em séries do ensino fundamental. Mais da metade declara nunca utilizar a biblioteca da escola, embora declare ler jornais e revistas. Para a maioria, a escola representa ensino de qualidade e oportunidade de trabalho. O perfil do aluno, identificado através da análise dos dados coletados, pode se constituir em ferramenta estratégica para a definição do currículo do curso, das políticas de apoio ao estudante, de investimentos em recursos materiais e humanos, entre outros aspectos.
Publicado
19-06-2013