OS EVENTOS DE FESTAS POPULARES E AS TRANSFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS: O CASO DO MUNICÍPIO DE ITAPERUNA, REGIÃO NOROESTE FLUMINENSE.

  • Janilza de Oliveira do Nascimento
  • Luis Felipe Umbelino
  • Marina Duarte
Palavras-chave: Geografia do Turismo, Turismo de Eventos, Festas Populares

Resumo

Objetivou-se analisar as transformações socioeconômicas geradas no setor de serviços durante a realização dos eventos de festas municipais de Itaperuna, bem como o perfil dos seus visitantes. Especificamente, foram verificadas as repercussões dos eventos na rede de hospedagem, alimentação e serviços. Além disso, buscou-se mapear e categorizar os eventos regionais para posterior análise, tendo como o foco o papel desta nova geografia do turismo de eventos como uma possibilidade de desenvolvimento Foram mapeados os eventos dos municípios da Região Noroeste Fluminense e empiricamente foram investigados dois grandes eventos culturais ocorridos Itaperuna, durante o mês de Maio de 2010: Festa de Maio e Festa dos Carros de Bois de Raposo. A escolha deste município se deve ao maior porte e a economia mais dinâmica. Para o conhecimento do perfil socioeconômico dos eventos do município foram realizadas visitas técnicas, com a aplicação de 1065 entrevistas com os freqüentadores dos eventos, com a rede hoteleira, estabelecimentos de Alimentos & Bebidas, taxis e comércio local. Além disso, a pesquisa foi norteada por análise de fontes secundárias e de literatura especializada. Foram realizados 40 eventos permanentes em 2010 na Região Noroeste Fluminense, sendo 34 de festas típicas. Em Itaperuna, os dois eventos de festas típicas com duração total de oito dias, apresentaram estimativa de quase 130.000 frequentadores, com grande mobilidade inter e intraregional. A rede hoteleira apontou o crescimento do número de hóspedes, aumento no lucro e contratação de funcionários temporários para atender o aumento da demanda. No setor de alimentos e bebidas, o evento também proporcionou aumento na estimativa de lucro, alteração no horário de funcionamento e baixa contratação de serviços e funcionários para os restaurantes. No comércio, os entrevistados indicaram um aumento no Para os municípios de pequeno porte as festas locais promovem um maior dinamismo no setor de serviço e comércio e um incremento na mobilidade populacional inter e intraregional. Acredita-se que as festas possam melhorar o marketing da cidade e assim, possibilitar fluxos permanentes de visitantes e u
Publicado
20-06-2013