OS DESAFIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ÂMBITO DA REFORMA AGRÁRIA: O CASO DO ASSENTAMENTO ANTÔNIO DE FARIAS

  • Rafaela Gonçalves da Silva
  • Vanuza da Silva Pereira Ney
  • Maria do Socorro B. de Lima
Palavras-chave: Reforma agrária, Assentamento rural, Agricultura familiar

Resumo

A literatura sobre a reforma agrária no Brasil tem mostrado que a posse da terra não garante o êxito nas atividades produtivas, e sobretudo, que os fatores de ordem econômica, política e institucional podem comprometer a sua viabilidade. É objetivo do projeto analisar os principais problemas encontrados na dinâmica produtiva do assentamento Antônio de Farias, busca-se, portanto compreender quais os aspectos limitantes e inibidores do desenvolvimento da agricultura familiar em áreas de reforma ag O trabalho encontra-se em desenvolvimento. Iniciou-se a revisão de literatura específica sobre a questão agrária e a agricultura familiar. Realizou-se os primeiros contatos com os agricultores e lideranças. Além disso, foi construído um questionário-piloto. Este questionário foi aplicado com uma família visando a sua adequação e futuros ajustes. O questionário socioeconômicoambiental tem por objetivo traçar o perfil dos produtores, bem como caracterizar o sistema produtivo e seus gargalos. Concomitantemente, vem sendo levantado à história de ocupação do assentamento visando compreender sua dinâmica socioespacial e ambiental. As observações iniciais indicam que os problemas relatados no Plano de Desenvolvimento do Assentamento Antônio de Farias em 2002 não mudaram de modo significativo em 2010-2011. Estes problemas conforme assinalou o PDA tem de certa forma inviabilizado o desenvolvimento do assentamento. Entre os problemas destacam-se: dificuldades na captação de água para irrigação; acesso ao crédito e financiamento para a produção; infraestrutura de acesso e escoamento para produção; falta de eletrificação, assistência técnica precária. As conclusões preliminares apontam que os problemas no desenvolvimento das atividades agrícolas continuam e tendem ao agravamento. As possíveis hipóteses deste trabalho e que serão verificadas podem ser resumidas, em: necessidade de uma assessoria técnica mais intensa e treinamento dos agricultores
Publicado
26-06-2013