A CULTURA ESCOLAR DO LICEU DE HUMANIDADES DE CAMPOS NO PERÍODO DA NOVA REPÚBLICA (1946-1954)

  • Fabiana Monteiro Viana
Palavras-chave: Cultura Escolar, Ensino Secundário, Redemocratização

Resumo

Orientadores: Sílvia Alicia Martinez e Maria Amélia BoynardA presente pesquisa tem por objetivo conhecer parte da história do Liceu de Humanidades de Campos no período compreendido entre 1946-1954 numa iniciativa de preservação da memória do ensino secundário e do patrimônio histórico-cultural da educação norte fluminense. O início do período estudado começa com a reviravolta do fim do Estado Novo e finaliza com a saída da Escola Normal do prédio do Liceu em função do crescimento da comunidade escolar. A Metodologia empregada no estudo é própria da pesquisa histórica, usando como fonte principal os documentos escolares localizados no Arquivo Histórico do Liceu de Humanidades de Campos. Estas fontes estão sendo complementadas com a criação de fontes orais. Os documentos escritos e iconográficos vem sendo tratados seguindo critérios arquivísticos. Os principais materiais utilizados na pesquisa são: luvas de borracha e máscara para proteção, computador, materiais de escritório, câmera fotográfica digital e gravador. Em relação aos procedimentos, após a higienização, esses documentos se classificam e analisam, no cruzamento com outras fontes. Os resultados obtidos se centraram na catalogação de aproximadamente 2.034 documentos analisados entre 1946-1954 somados a 7.374 documentos referentes a diversos anos analisados; elaboração e digitação de fichas de inventário do acervo; arquivamento em caixas com notação; identificação de documentos em estado de deterioração e busca de alternativas para restauração. Em relação ao período estudado, foram identificados os documentos mais relevantes para os fins da pesquisa e se estabeleceram as categorias de análise: professores, alunos, práticas escolares, currículo, exame de admissão, legislação que regeu o período, matérias relevantes em jornais, entre outros tão proeminentes a pesquisa. Como conclusões provisórias se observa uma expansão do número de alunos do ensino secundário (redemocratização), a importância dada a algumas disciplinas, como línguas vivas: Português, por exercer influência direta sobre outras disciplinas a fim de se elevar o nível geral do currículo escolar.