ADENOMA HEPATOCELULAR EM CÃO (CANIS FAMILIARIS)

  • Vivian de Souza Santos
  • Carla Moreira Salavessa
  • Leonardo Serafim da Silveira
Palavras-chave: Hepatoma, Fígado, Cão

Resumo

Adenoma Hepatocelular ou Hepatoma é uma neoplasia benigna caracterizada por ser um tumor bem demarcado, normalmente solitário, não encapsulado que pode chegar a mais de 15cm de diâmetro, podendo ter desde aspecto nodular até pedunculado. Histologicamente as células não se diferem claramente dos hepatócitos normais, podendo apresentar anisocitose e anisocariose discretas, variação na proporção do núcleo e basofilia citoplasmática além de gotículas de gordura e glicogênio. O setor de Clínica Médica do Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro recebeu um canino da raça Pitbull, macho de 6 anos de idade, com histórico de anorexia, vômito, letargia, aumento de volume abdominal e dor à palpação. Foram requisitados exame ultrassonográfico, hemograma e bioquímica sérica. O exame ultrassonográfico foi realizado no setor de Ultrassonografia da Clínica Médica de Pequenos Animais do Hospital Veterinário da UENF e os demais exames em laboratório particular. Os achados ultrassonográficos incluem esplenomegalia difusa e hepatomegalia, com a presença de uma grande formação arredondada, epi/mesogástrica, de aspecto heterogêneo, hiperecogênico, aparentemente não capsulada. Também foi visualizada vascularização moderada ao exame Doppler colorido. Os resultados ultrassonográficos foram sujestivos de neoplasia hepática. Os achados laboratoriais incluem anemia, aumento das transaminases ALT (187) e AST (80). Após os exames complementares o animal foi encaminhado ao setor de Cirurgia do Hospital Veterinário da UENF para excisão do tumor. Amostras do mesmo foram encaminhadas ao setor de Morfologia e Anatomia Patológica da UENF e processadas de acordo com o protocolo padrão do laboratório para preparo das lâminas. Após serem coradas com hematoxilia-eosina foram observadas ao microscópio óptico para realização do exame histopatológico, cujo resultado foi de Adenoma Hepatocelular. Um diagnóstico preciso e precoce é fundamental para a escolha do tratamento e recuperação do paciente. Apesar de ser não invasivo e de baixo custo, o exame ultrassonográfico não pode caracterizar o tipo de tumor, portanto o exame histopatológico é o exame definitivo para diagnosticar neoplasias.
Publicado
26-11-2010