ALBUMINAS 2S DE SEMENTES DE Passiflora edulis f. flavicarpa: ATIVIDADE ANTIMICROBIANA CONTRA LEVEDURAS

  • Gabriel Bonan Taveira
  • Suzanna de Fátima F. Ribeiro
  • Valdirene Moreira Gomes
Palavras-chave: Peptídeos Antimicrobianos, Albumina 2S

Resumo

Nos últimos tempos vários trabalhos vêm demonstrando a atividade de peptídeos antimicrobianos isolados de diferentes espécies de plantas contra leveduras, as quais têm sido utilizadas como modelo para o estudo de diferentes processos celulares. Inicialmente, proteínas foram extraídas e purificadas segundo Agizzio et al. (2003). Uma cromatografia de troca aniônica foi empregada e resultou em duas diferentes frações denominadas D1 e D2. A fração D1 mostra a presença de uma única proteína com homologia de seqüência a albuminas 2S. A fração D1 foi então submetida a testes de atividade biológica na presença das leveduras Saccharomyces cerevisiae, Candida tropicalis, Pichia membranifaciens, Candida parapsilosis e Candida guilliermondii. Foi possível observarmos que nas concentrações utilizadas, a fração D1 somente foi capaz de inibir o crescimento da levedura C. parapsilosis. Testes para a determinação de alterações morfológicas e permeabilização de membrana serão realizados.

Biografia do Autor

Gabriel Bonan Taveira
Laboratório de Fisiologia e Bioquímica de Microrganismos. Universidade Estadual do Norte Fluminense – Darcy Ribeiro, Centro de Biociências e Biotecnologia, Campos dos Goytacazes - RJ - Brasil.
Suzanna de Fátima F. Ribeiro
Laboratório de Fisiologia e Bioquímica de Microrganismos. Universidade Estadual do Norte Fluminense – Darcy Ribeiro, Centro de Biociências e Biotecnologia, Campos dos Goytacazes - RJ - Brasil.
Valdirene Moreira Gomes
Laboratório de Fisiologia e Bioquímica de Microrganismos. Universidade Estadual do Norte Fluminense – Darcy Ribeiro, Centro de Biociências e Biotecnologia, Campos dos Goytacazes - RJ - Brasil.