ANALISANDO AS MUDANÇAS SÓCIOAMBIENTAIS OCORRIDAS EM FUNÇÃO DO ACIDENTE DA CATAGUAZES PAPEL ENTRE OS PESCADORES DE SÂO JOÃO DA BARRA, (RJ)

  • Diego Carvalhar Belo
Palavras-chave: Paraíba do Sul, Cataguases Papel, Pescadores

Resumo

INTRODUÇÃO: Este estudo teve como objetivo analisar os impactos socioambientais causados a partir de 2003 pelo rompimento de um reservatório de rejeitos tóxicos da empresa Cataguases Papel sobre os pescadores de São João da Barra. Este acidente atingiu de forma extensiva esse grupo porque eliminou uma grande quantidade de peixes com valor comercial existentes no rio. Assim, este trabalho buscou identificar as estratégias adotadas pelos pescadores para contrabalançar a diminuição dos estoques de peixes.METODOLOGIA: A coleta de dados utilizada baseou-se na aplicação de questionários entre os pescadores. Este questionário contém questões orientadas para a obtenção de dados sobre as características demográficas das famílias, a situação socioeconômica familiar após o acidente da Cataguases Papel, e a percepção dos pescadores a respeito do processo de degradação do rio Paraíba do Sul. Além disso, a pesquisa incluiu a formação de um banco imagens de modo a ilustrar o processo detrabalho dos pescadores. A partir de um trabalho de campo em comunidades localizadas no distrito de Atafona foram aplicados 60 questionários.RESULTADO: Um dos principais resultados encontrados referiu-se a uma significativa queda da quantidade de peixe pescado após o acidente. Tal fato levou os pescadores a realizar novas estratégias para garantir renda e trabalho, como a pesca na parte externa da região deltaica do Rio Paraíba do Sul, e também em alto mar. Os resultados obtidos apontam ainda que os pescadores são capazes de identificar os problemas ambientais afetando o Paraíba do Sul, e se colocam como parte integrante do esforço de preservação. Por outro lado, foi detectada uma grande descrença em relação à atuação de órgãos ambientais, especialmente aquelas que são responsáveis pela observação das leis ambientais.CONCLUSÃO: Finalmente, é importante apontar que os resultados encontrados demonstram que os efeitos sócio-ambientais de episódios significativos de contaminação de ecossistemas ambientais necessitam ser acompanhados de forma longitudinal, visto a persistência temporal de seus impactos.