APORTE DE NUTRIENTES VIA SERAPILHEIRA FOLIAR EM UMA ÁREA DEGRADADA PELA EXTRAÇÃO DE ARGILA, REVEGETADA COM EUCALIPTO E LEGUMINOSAS.

  • Élida Ribeiro do Carmo
  • Cristiane Figueira da Silva
  • Marco Antonio Martins
Palavras-chave: Serapilheira, Ciclagem de nutrientes, Área degradada

Resumo

Em solos degradados a serapilheira constitui-se na maior fonte de matéria orgânica e, consequentemente, de nutrientes para as plantas, flora e fauna do solo. O trabalho objetivou estimar o aporte de nutrientes (P, K, Ca e Mg) em uma área degradada pela extração de argila, quatro anos após sua revegetação com leguminosas (Acacia mangium e Sesbania virgata) e eucalipto (Eucalyptus camaldulensis), em plantios puros ou consorciados. O trabalho foi realizado em uma cava de extração de argila no município de Campos dos Goytacazes (RJ). Na amostragem, utilizaram-se coletores circulares, sendo o aporte avaliado durante o período de julho de 2006 a junho de 2007. Os teores P foram analisados pelo método colorimétrico de molibdato; o K por fotometria de chama; o Ca e Mg, por espectrofotometria de absorção atômica, seguindo os procedimentos indicados por Malavolta et al. (1997). Enquanto o consórcio de eucalipto+acácia aumentou a deposição de nutrientes em relação ao eucalipto em monocultivo em 141, 109, 135 e 111% para P, K, Ca e Mg, respectivamente, o consórcio eucalipto+sesbânia aumentou apenas o P em 45% e o Ca em 44%. O consórcio de acácia+eucalipto aumentou o aporte de Ca em 243% e o Mg em 44% em relação ao monocultivo da acácia, e o consórcio de acácia+sesbânia aumentou o Ca em 75%. No que se refere ao monocultivo da sesbânia comparado aos seus consórcios com a acácia e com o eucalipto, observou-se que sesbânia+acácia aumentou a deposição de K, Ca e Mg em 128, 140 e 61% e, sesbânia+eucalipto aumentou em 55, 188 e 67%, respectivamente. O plantio de eucalipto em consórcio com acácia ou com sesbânia em solos degradados pela extração de argila aumenta o aporte de nutrientes ao solo, podendo este sistema ser recomendado como promissor na recuperação desses solos.