ATIVIDADE DAS ENZIMAS INVERTASE E SACAROSE FOSFATO SINTASE EM VIDEIRAS CABERNET SAUVIGNON (VITIS VINIFERA L.) SUBMETIDAS À DEFICIÊNCIA HÍDRICA

  • Tainá Faria Martins Tainá Faria Martins Tainá Faria Martins
  • Silvia Aparecida Martim
  • Ricardo Bressan-Smith
Palavras-chave: Invertase Ácida Vacuolar, Sacarose Fosfato Sintase, Cabernet Sauvignon

Resumo

Em razão das condições climáticas e proximidade a grandes centros consumidores, a região Norte Fluminense apresenta-se como promissora à viticultura. A deficiência hídrica é um dos principais entraves à produtividade agrícola, pois além de alterar o metabolismo, pode reduzir a qualidade e a produtividade da videira. O objetivo deste trabalho foi estudar as relações das enzimas invertase ácida vacuolar (IAV) e sacarose fosfato sintase (SPS) com a redução do potencial hídrico foliar em videiras. Plantas de Cabernet Sauvignon (Vitis vinifera, L.) com um ano de idade, enxertadas em Paulsen 1103, cultivadas em casa-de-vegetação, foram separadas em dois grupos homogêneos, sendo o primeiro irrigado diariamente e o segundo com a suspensão da irrigação por 12 dias. Com o intuito de monitorar o nível de estresse, mensurou-se o potencial hídrico foliar antemanhã a um, seis e doze dias após a suspensão da rega, sendo ao final do período experimental, determinada as atividades das enzimas IAV e SPS e as concentrações de açúcares solúveis e amido. A quebra da sacarose pela ação da IAV e sua biossíntese pela SPS em resposta ao menor status hídrico foliar observado nas plantas estressadas incrementou 60% e decaiu 18%, respectivamente. O amido foi o composto mais afetado, sendo seu teor diminuído 1,9 vezes nas plantas submetidas ao estresse. Logo, a razão foliar sacarose/amido incrementou de 0,54 para 0,69 quando o potencial hídrico diminuiu de –0,2 MPa para –1,78 MPa. A análise conjunta dos resultados sugere participação efetiva da atividade da invertase na manutenção do status hídrico foliar e na tolerância à seca, via ajuste osmótico, em plantas de Cabernet Sauvignon.

Biografia do Autor

Tainá Faria Martins Tainá Faria Martins Tainá Faria Martins
Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal – Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias – Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) Campos dos Goytacazes/RJ.
Silvia Aparecida Martim
Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal – Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias – Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) Campos dos Goytacazes/RJ. 
Ricardo Bressan-Smith
Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal – Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias – Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) Campos dos Goytacazes/RJ.