AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO DIÂMETRO NA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO DAS FIBRAS DE BURITI PELO MÉTODO DE WEIBULL

  • TammyGODINHO RODRIGUES PORTELA Godinho Rodrigues Portela
  • Sérgio Neves Monteiro
Palavras-chave: Ensaio de Tração, Estatística de Weibull, Fibra de Buriti

Resumo

Fibras naturais estão atualmente substituindo as fibras sintéticas, sobretudo por questões ambientais. A falta de uniformidade e grande dispersão dimensional das fibras naturais é, entretanto, uma desvantagem a esta substituição. No caso particular das fibras extraídas da palm eira buriti, pouco se conhece sobre suas propriedades e características dimensionais. Isto é um empecilho ao uso desta fibra em materiais compósitos. No presente trabalho, avaliou-se a resistência a tração de fibras de buriti em função das características dimensionais, particularmente o diâmetro equivalente, utilizando-se um método estatístico baseado na distribuição de Weibull. O diâmetro foi medido com precisão por meio de projetor de perfil. Ensaios de tração foram conduzidos em cada fibra para se obter sua resistência mecânica. Os resultados interpretados pela estatística de Weibull mostraram uma correlação entre a resistência da fibra e seu diâmetro. Análise por microscopia eletrônica de varredura indicaram possíveis razões para esta correlação.