AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE CITOTÓXICA FRENTE A CÉLULAS TUMORAIS HUMANAS DE COMPOSTOS ISOLADOS DO EPICARPO DE Hymenaea stigonocarpa

  • Thaís Rigueti Brasil
  • Patrícia Silvana da Silva Andreão
  • Milton Masahiko Kanashiro
Palavras-chave: Apoptose, Câncer, Hymenaea stigonocarpa

Resumo

Sabe-se que a resina presente no epicarpo de Hymenaea é composta, por diterpenos ácidos acompanhados de alguns sesquiterpenos. Os terpenos constituem uma ampla classe de produtos naturais com atividades biológicas como antibacteriana, antiinflamatória e citotóxica. Este trabalho tem como objetivo a avaliação da atividade citotóxica dos compostos isolados de Hymenaea stigonocarpa (jatobá do cerrado) frente a linhagens tumorais humanas (leucemia de origem linfóide-U937, câncer de colo de útero-Colo 205 e câncer de pulmão- H460). Do extrato hexânico do epicarpo de Hymenaea stigonocarpa foram separadas por cromatografia em sílica-gel impregnada com 10% de AgNO3 três substâncias com esqueleto do tipo caurano: caur-16-en-18-ato de metila (1), caur-15-en-18-ato de metila (2) e caur-16- en-18-ol (3). As células U937, H460 e cólo 205 foram plaqueadas em volume de 100 ?L/poço (1x106/mL) em placas de 96 poços, tratadas com os compostos nas concentrações finais de 25?M, 50?M, 100?M e 200?M para os compostos 1, 2 e 3. No tempo de 24 horas as células foram avaliadas quanto a inibição de crescimento (MTT) e quanto ao índice de desidrogenase láctica liberada, após 12, 24 e 36 horas quanto a taxa de apoptose por microscopia de fluorescência. O teste com MTT demonstrou que o composto 3 foi capaz de inibir o crescimento das linhagens testadas. Sendo que os compostos 1 e 2 não foram capazes de inibir o crescimento destas células. A citotoxidade celular dos compostos medida pela quantificação de LDH demonstrou que os compostos 1 e 2 não foram capazes de induzir a liberação de LDH enquanto que o 3 foi capaz de induzir a liberação nas maiores concentrações. A microscopia de fluorescência mostrou que o composto 3 foi capaz de induzir 70% de apoptose na linhagem U937 após 12 horas nas concentrações de 37,5 e 50 ?M. Para a linhagem colo 205 esse composto induziu 70% de apoptose na concentração de 50?M em 36 horas. Em concentrações mais elevadas (>100?M) este composto induziu morte por necrose. Os compostos 1 e 2 não foram capazes de induzir apoptose em nenhuma das linhagens. O presente trabalho mostrou que os compostos 1 e 2 não apresentaram atividade citotóxica frente às células testadas. Porém, o composto 3 foi capaz de inibir o crescimento de células tumorais por indução de apoptose de maneira tempo e dose dependentes.