AÇÃO DA L-ARGININA NO AUMENTO DA QUALIDADE DO ESPERMATOZÓIDE BOVINO CAPACITADO IN VITRO

  • Tamires Rangel de Sá Maceira
  • Maria Clara Caldas-Bussiere
  • Ana Carolina de Macedo Soares Leal
Palavras-chave: Capacitação in vitro, Qualidade espermática em bovinos, L-arginina

Resumo

A L-arginina (L-arg), precursor do óxido nítrico (NO), modula vários eventos que ocorrem durante a capacitação espermática. O presente experimento irá avaliar o efeito da L-arg na atividade mitocondrial, peroxidação lipídica e concentração de glutationa no espermatozóide e NO, no meio de cultivo, com o objetivo de conhecer os mecanismos de ação da L-arg/NO durante a capacitação. Estes resultados permitirão identificar a concentração que irá aumentar a qualidade do espermatozóide bovino capacitado in vitro e seu reflexo no aumento da produção in vitro de embriões. Serão utilizados sêmem criopreservado de 3 touros. Diferentes concentrações de L-arg (1, 5, 10 e 50 mM) serão adicionadas ao meio de capacitação (TALPsp) suplementado com soro albumina bovina livre de ácidos graxos, antibióticos e heparina. Após 4 h de capacitação a motilidade e vigor serão avaliadas de maneira subjetiva utilizandose microscopia de luz direta; a atividade mitocondrial pelo teste de sal brometo de difeniltetrazolium 3-(4,5-dimetiltiazol -2 yl (MTT); a concentração de glutationa e a peroxidação lipídica com a utilização de kits comerciais (Sigma) e a concentração de nitrato e nitrito, dois metabólitos estáveis do NO, pelo método de Griess. Resultados parciais indicam que somente a adição de 50 mM (235,3 ± 7,8 nm) de L-arg no meio capacitante aumentou a atividade mitocondrial quando comparado com os valores observados no controle (182,5 ± 15 nm) e demais concentrações (1 mM - 153,3 ± 7,5 nm; 5 mM - 160,8 ± 6,2 nm e 10 mM - 199,0 ± 7,2 nm). Contudo, ainda será avaliado se este aumento irá resultar num aumento da produção de embriões in vitro. Outros mecanismos de ação da L-arg/NO durante a capacitação espermática ainda serão analisados.