CARACTERIZAÇÃO DA CINZA DA PALHA DE CANA-DE AÇÚCAR COM VISTAS AO EMPREGO COMO POZOLANA EM MATERIAIS CIMENTÍCIOS ÉRICA DA SILVA LOPES E GUILHERME CHAGAS CORDEIRO

  • Erica da Silva Lopes
  • Guilhermne Chagas Cordeiro
Palavras-chave: Atividade pozolânica, Palha de cana-de-açúcar, Cimento Portland

Resumo

A presente pesquisa visa à caracterização de uma pozolana produzida a partir da queima da palha de cana-de-açúcar para ser empregada em materiais cimentícios. Outros materiais como sílica ativa, cinza da casca do arroz e cinza do bagaço de cana-de-açúcar já são empregados na indústria do concreto. A relevância do tema é atribuída à gradativa redução da prática das queimadas em canaviais, gerando nos próximos anos expressiva quantidade de palha em todo o Brasil. A metodologia da pesquisa onsiste em coleta da palha de cana; lavagem com ácido clorídrico para reduzir a contaminação da palha por potássio; produção de cinzas da palha de cana com condições de queima controladas em fornos do tipo mufla com dois patamares de temperatura; moagem das diferentes cinzas da palha em moinho planetário e aplicação de cinzas de elevada reatividade em pastas a base de cimento Portland. Serão apresentados resultados de caracterização da palha in natura e das cinzas produzidas sob diferentes temperaturas de queima (400-1000°C) através dos ensaios de perda ao fogo, morfologia, composição química, cor, granulometria, difração de raios X e atividade pozolânica. Pode-se concluir através dos ensaios feitos as melhores condições de queima da palha, a qual apresentasse o maior índice de atividade pozolânica.
Publicado
10-12-2010