CARACTERIZAÇÃO GEOQUÍMICA DE AMOSTRAS DE ARENITOS ASFÁLTICOS COLETADAS EM AFLORAMENTOS DA FORMAÇÃO PIRAMBÓIA, NA BACIA DO PARANÁ

  • Priscila de Souza Pereira
  • Matheus de Almeida Garcia
  • Eliane Soares de Souza
Palavras-chave: Arenitos asfálticos, Biodegradação, Formação Pirambóia

Resumo

Para a compreensão do preenchimento de reservatórios petrolíferos é importante analisar suas características permoporosas e as características geoquímicas do óleo nele contido. A partir do conhecimento da forma como o reservatório foi preenchido pelo óleo pode se saber a melhor maneira de posicionar os poços produtores em um reservatório. O objetivo do projeto é analisar geoquimicamente os óleos biodegradados presentes em amostras da Formação Pirambóia, principal reservatório da Bacia do Paraná. Primeiramente realizou-se uma revisão bibliográfica sobre óleos biodegradados. Em seguida as amostras de rocha do reservatório, provenientes de diferentes afloramentos da Formação Pirambóia, foram trituradas e pulverizadas para extração com solvente do óleo, através de Extrator Soxhlet. Após a extração do óleo e da evaporação do solvente, calculou-se a saturação de óleo presente nas amostras de rocha. A partir desta etapa as amostras serão analisadas através da cromatografia líquida para obtenção de frações de compostos saturados, aromáticos e polares, e da cromatografia gasosa (CG) para avaliação de alcanos e de CG – espectrometria de massas para avaliação dos compostos biomarcadores. Atualmente está sendo realizada a fase final da extração e o cálculo da saturação em óleo contida nas diferentes amostras de arenitos asfálticos, além da correlação entre os afloramentos/pedreiras onde as amostras foram coletadas. Em função dos resultados preliminares pode-se observar que as amostras apresentaram diferentes valores de saturação em óleo, o que está relacionado ao fato das amostras terem sido coletadas em diferente fácies geológicas. O próximo passo será analisar o óleo extraído, com o objetivo de se identificar e quantificar compostos biomarcadores indicativos dos diferentes estágios de biodegradação no qual se encontram as amostras de arenitos asfálticos sob estudo. Neste trabalho espera-se identificar e quantificar os compostos aromáticos e biomarcadores do petróleo e correlacioná-los aos diferentes tipos de fácies deposicionais do reservatório. Os resultados obtidos desta correlação auxiliarão nos estudos de migração e preenchimento do reservatório por óleo.
Publicado
13-12-2010