CARACTERÍSTICAS E GARGALOS NA PRODUÇÃO DO MARACUJÁ NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

  • Juliano Mosa Mação
  • Vanuza da Silva Pereira Ney
  • Niraldo José Ponciano
Palavras-chave: Maracujá, Produção, Competitividade

Resumo

A fruticultura tem apresentado grande importância em termos de geração de renda e de emprego no meio rural do norte fluminense. A produção de maracujá na região se destacou no período de 1990 a 2003 com uma produção média de 21.158 toneladas por ano, o que correspondeu a 74,4% da produção de todo o estado. O objetivo do trabalho foi identificar as características do sistema de produção e os principais gargalos e entraves ao crescimento e fortalecimento da cultura na região. Os dados foram obtidos através de pesquisa de campo junto aos produtores de maracujá dos principais municípios produtores no norte fluminense, que são: São Francisco do Itabapoana, Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, e São João da Barra. Utilizou-se análise tabular e descritiva dos dados, pois este tipo de análise permite descrever as características de uma determinada população. Para a descrição das variáveis estudadas foi calculada a distribuição de freqüência. Dos produtores, 45% apresentaram o antigo primário incompleto. Quanto ao uso da terra 43,1% dos produtores não são proprietários. A irrigação é feita por 49% dos produtores, mas poucos utilizam dados meteorológicos ou de tensiômetro. A maioria dos produtores (90,2%) utiliza defensivos agrícolas para o manejo fitossanitário de pragas e doenças. O controle orgânico é realizado por 3,9%. O controle manual de plantas daninhas é realizado por 82,3%. Apenas, 7,8% dos produtores não realizam adubação. Entretanto, apenas, 15,7% utilizam assistência técnica, para programar suas adubações. Além disso, a interação entre os diversos atores da cadeia de produção é considerada inexistente. O estudo revelou que um dos entraves à competitividade do maracujá no Norte Fluminense é o uso de processos produtivos inadequados e a desorganização da cadeia produtiva. Portanto, faz-se necessárias ações para fortalecer e integrar a cadeia produtiva, e treinar os produtores e seus colaboradores.