CARRAGENA: NOVO VEÍCULO PARA ARMAZENAMENTO E TRANSPORTE DE NEMATÓIDE ENTOMOPATOGÊNICO

  • Fernanda Cecília Rohen Sá
  • Cláudia de Melo Dolinski
Palavras-chave: Controle biológico, nematóide entomopatogênico, Carragena

Resumo

Controle biológico de pragas objetiva a utilização de agentes de controle eficientes, prevenindo o surgimento de resistência a pragas e doenças. Nematóides do gênero Heterorhabditis penetram nos insetos e secretam bactérias entomopatogênicas que causam septicemia ao inseto-hospedeiro. Carragena é amplamente utilizada na indústria e tem a função de aumentar a longevidade de diversos produtos,o objetivo do trabalho é testa-la sob diferentes concentrações e tempos visando maior longevidade dos JIs. Primeiramente foi feita a multiplicação do nematóide Heterorhabditis baujardi LPP7 em larvas de Galleria mellonella; depois foram preparadas as soluções de carragena a 0,5%, 1%, 2%. Os nematóides foram armazenados nas diferentes concentrações de carragena em sacos plásticos de 13 x 6 cm e mantidos em BOD a 25 ºC. O tratamento testemunha foi a mesma quantidade de nematóides em água destilada. Após 15, 30 e 45 dias foram feitas avaliações quanto a virulência dos JIs, utilizando-se 1 mL da solução em placas de Petri com 5 larvas de G. mellonella. O experimento foi montado duas vezes, contudo os resultados obtidos foram contraditórios e deverá ser repetido novamente. O primeiro problema foi ter usado número pequeno de larvas de G. mellonella (apenas 5 por placa de Petri) o que atrapalhou a análise estatística dos dados. Na próxima montagem do experimento serão adicionadas 10 larvas por placa. Outro problema foi a presença de fungos nos sacos plásticos. Para evitar isso, serão adicionados 0,25 g de Nipagim a cada saco plástico. Espera-se que a concentração de carragena a 2% mantenha a virulência dos JIs por mais tempo, pois sua alta viscosidade diminui a movimentação deles e portando seu metabolismo.