DETERMINAÇÃO DE IDADE GESTACIONAL E DATA DO PARTO POR MEIO DE MENSURAÇÃO FETAL EM CADELAS ATENDIDAS NO HV-UENF EM CAMPOS DOS GOYTACAZES

  • Carolina Montes Silva
  • Carolina Montes Silva
  • Cristina Leite Francisco Gualberto Ramos
Palavras-chave: Gestação, Cadelas, Medidas ultrassonográficas

Resumo

INTRODUÇÃOA mensuração ultrassonográfica do diâmetro biparietal (DBP) de fetos caninos é uma das medidas mais eficazes para se estimar a idade gestacional e a data do parto em cadelas, no entanto, este método não foi testado sob condições de rotina hospitalar pública, onde há diversidade de porte e escore das gestantes além de imprecisão das informações dos proprietários, sendo assim, o presente trabalho foi realizado com objetivo de testar sua eficácia na rotina do HV-UENF.METODOLOGIAForam utilizadas mensurações fetais realizadas em 48 cadelas gestantes atendidas no HVUENF de 2008 a 2009. As cadelas foram agrupadas de acordo com o peso corpóreo nos grupos: I = £ 9 Kg; II = 9 a 20 Kg; III = 20 a 40Kg e IV = > 40Kg. Após exame clínico e pesagem, fez-se a mensuração do DBP por meio de exame ultrassonográfico (Pie Medical SC 240 - 5,0 e 7,5 MHz) com a cadela em decúbito dorsal e lateral. A fórmula utilizada para estimativa da idade gestacional foi: DBP (cm) X 15 + 20 (±2 dias) (LOPATE, C. 2008) e, a partir desta, previa-se a data do parto, considerando-se sempre o período gestacional de 64 dias. A data do parto real foi verificada por contato telefônico com o proprietário.RESULTADOSFoi observado que 14,58 % das cadelas pariram dentro do intervalo previsto por meio da mensuração do DBP. Em média, as cadelas pariram 4,56 dias antes da data prevista, com variação de ± 3,91 dias. Quando agrupadas por peso corpóreo, obtivemos as seguintes médias e desvios (Excel/Office 2003) em relação ao intervalo de dias previsto para o parto: grupo 1 (n=28) = - 6,5 dias ± 2,45, grupo 2 (n=8) = - 2,25 dias ± 5,06, grupo 3 (n=11) = - 2dias ± 2,82 e grupo 4 (n=1) + 2 dias.CONCLUSÃOOs resultados parciais sugerem que o método testado para estimar a idade gestacional e data do parto é mais eficiente nos grupos com pesos acima de 9 Kg. Mais estudos são ainda necessários para se realizar adequações na fórmula que possibilitem sua aplicação em um grupo heterogêneo de gestantes.

Biografia do Autor

Carolina Montes Silva
Universidade Estadual do Norte Fluminense, CCTA - Campos dos Goytacazes-RJ
Carolina Montes Silva
Universidade Estadual do Norte Fluminense, CCTA - Campos dos Goytacazes-RJ
Cristina Leite Francisco Gualberto Ramos
Universidade Estadual do Norte Fluminense, CCTA - Campos dos Goytacazes-RJ