DINÂMICA POPULACIONAL DE Lybiostrongylus dentatus e L. douglassii (NEMATODA: TRICHOSTRONGYLIDAE) EM AVESTRUZES CRIADAS NO NORTE FLUMINENSE

  • Rosane Teixeira Lelis
  • Renato Augusto DaMatta
  • Clóvis de Paula Santos
Palavras-chave: Libyostrongylus douglassii, Libyostrongylus dentatus, Avestruz

Resumo

O gênero Libyostrongylus parasita avestruz interferindo na produtividade da criação. O diagnóstico e controle são medidas fundamentais para diminuir o impacto destaparasitose. Para tal é necessário conhecer a dinâmica populacional desse parasita. Recentemente, foi descrita metodologia para diagnóstico de duas espécies desse gênero pela morfologia das larvas infectantes (L3). O objetivo desse trabalho foi determinar a dinâmica populacional das espécies L. dentatus e L. douglassii na região norte fluminense. Para isto, avestruz mantidos em dois criatórios da região foram monitorados para presença destes nematóides através da coleta mensal de amostras fecais a fim de se determinar o número de ovos por grama de fezes (OPG) e com as amostras positivas realizar coproculturas para obtenção das L3. As coproculturas foram cultivadas por sete dias em câmara úmida a temperatura ambiente. Em seguida, foi feito a baermanização para recuperação das L3 que foram preservadas sob refrigeração e posteriormente quantificadas e identificadas. Em treze meses observou-se OPG médio de 4536 para a fazenda 1 e 350 para 2. Como na propriedade 1 a criação é feita em piquetes com cerca de dois hectares contendo vegetação nativa e na 2 os animais são agrupados em piquetes com cerca de 700m2 contendo areia ou vegetação nativa, é possivel que o piso de areia contribua para diminuir a contaminação do ambiente já que retém menos umidade conseqüentemente reduzindo a re-infecção do animal. Em ambas as propriedades existe a ocorrência de L. dentatus e L. douglassii, contudo na propriedade 1 existe um predomínio de L. douglassii (87%) enquanto que em 2 foi mais homogêneo (L. douglassii 58% e L. dentatus 42%), talvez isto também esteja relacionado ao tipo de instalação. A infecção mista de L. dentatus e L. douglassii ocorre na região norte fluminense. Aparentemente, a prevalência por tais especies varia entre as propriedades de acordo com as instalações e manejo adotado que são diferentes entre as duas fazendas examinadas.

Biografia do Autor

Rosane Teixeira Lelis