DISTRIBUIÇÕES DE MULTIPLICIDADES EM COLISÕES ELÉTRON-PÓSITRON E PRÓTON-ANTIPRÓTON

  • Edson de Souza Henriques
  • Paulo César Beggio
Palavras-chave: Distribuição de Multiplicidades, Distribuição de Probabilidades, . Estatística

Resumo

A distribuição de multiplicidades das partículas produzidas em colisões a altas energias é a característica mais geral do processo de produção múltipla de partículas. A teoria fundamental para descrever as interações entre partículas elementares que interagem através da Interação Forte (Força Forte) é a Cromodinâmica Quântica (QCD). Entretanto, a QCD ainda não é uma teoria aplicável à descrição dos dados experimentais de distribuição de multiplicidades em processos de produção múltipla de partículas. Assim, a estratégia para a investigação de distribuição de multiplicidades deve ser fenomenológica e, tanto quanto possível, baseada em princípios da QCD, com o propósito de fornecer subsídios para o próprio desenvolvimento da teoria. A abordagem do presente trabalho consiste na investigação de distribuições de multiplicidades em colisões próton-antipróton com base em processos mais elementares, a nível de interações entre seus constituintes, utilizando-se de informações obtidas em distribuições de multiplicidades em colisões elétron-pósitron. O objetivo geral é analisar distribuições de multiplicidades, oriundas de colisões elétron-pósitron e próton-antipróton, na tentativa de uma descrição através de alguma distribuição de probabilidades em particular ou o reconhecimento de alguma regularidade. Há hoje um renovado interesse na investigação destes processos de colisões, visto que com a entrada em funcionamento do LHC (Large Hadron Collider) novos dados estarão disponíveis. Na fase inicial em que se encontra o projeto busca-se a consolidação dos conhecimentos, em matemática e física, necessários ao seu desenvolvimento.

Biografia do Autor

Edson de Souza Henriques