ESTUDO DE FILMES DO POLI 3-HIDROXIBUTIRATO MODIFICADO COM POLIMEROS DERIVADOS DA CELULOSE

  • Karina Freitas dos Santos
  • Rubén Jesús Sanchez Rodríguez
  • Djalma Souza
Palavras-chave: Polímeros naturais, filmes, misturas poliméricas

Resumo

O poli(3-hidroxibutirato) (PHB) é um polímero biodegradável, que apresenta limitações de uso em função de propriedades, tais como, sua elevada cristalinidade. As propriedades do PHB vêem sendo modificadas através de misturas com outros polímeros. Desses, têm sido objeto de estudo no presente trabalho, a modificação do PHB com polímeros naturais obtidos de fontes renováveis como o acetato propionato de celulose (CAP) e acetato de celulose (CA), com vista a formulação de filmes biodegradáveis. Filmes densos foram preparados a partir das misturas de  CEs e PHB nos porcentagem massa/massa de 50/50, 60/40, 80/20, 90/10. Eles foram obtidos pela técnica de evaporação do solvente a partir das soluções dos polímeros individuais na concentração de 3% m/v e 5% m/v, para o PHB e os CEs, respectivamente. As soluções foram preparadas a partir de soluções preparadas em cada caso utilizando dois solventes de propriedades diferentes, 1,1,2,2- tetracloroetano e 1,1,1,3,3,3,-hexafluor-2-propanol com o objetivo de avaliar seu efeito na formulação dos filmes. As características térmicas e morfológicas foram avaliadas por Análise dinâmico mecânico (DMA) e Microscopia de força atômica (MFA). A análise da superfície destaca a acentuada rugosidade da superficie do filme de PHB associada a sua elevada cristalinidade (~70%) diferentemente dos filmes formulados com os derivados celulósicos. Os filmes preparados a partir das misturas, utilizando os solventes diferentes, mostraram nos ensaios de DMA, que no caso do 1,1,2,2- tetracloroetano, tiveram um aumento da flexibilidade se comparados ao sistema que utilizou como solvente o 1,1,1,3,3,3,-hexafluor-2-propanol. Os filmes formulados a partir das misturas tanto CA/PHB como CAP/PHB mostraram segregação das fases, ou seja, não existe uma miscibilidade total entre as fases amorfas, entretanto, é possível observar nos ensaios de DMA a existência de uma discreta interação assim como o impacto, na distribuição das fases, da substituição parcial dos grupos acetatos do CA pelos grupos propionato no CAP. Os módulos de armazenamento registrados no DMA resultaram inferiores ao dos polímeros puros e se observou uma redução nos valores destes módulos de armazenamento nas misturas com a quantidade de PHB presente.