ESTUDO FITOQUÍMICO DO EXTRATO HEXÂNICO DAS FOLHAS DE TRICHILIA LEPIDOTA (MELIACEAE)

  • Wagner da Silva Terra
  • Ivo José Curcino Vieira
  • Raimundo Braz Filho
Palavras-chave: Estudo fitoquímico, Trichilia lepidota, isolamento, protolimóides e constituição Química

Resumo

A espécie Trichilia lepidota (Meliaceae), popularmente conhecida como casca cheirosa, faz parte de um gênero constituído de aproximadamente 230 espécies de plantas lenhosas, economicamente importantes como fonte de madeira e vem despertando interesse devido às atividades biológicas de metabólitos secundário presentes nas folhas e caules destas plantas. Este trabalho tem como objetivo o estudo dos metabólitos secundários oriundos das folhas de T. lepidota. A espécie T. Lepidota foi escolhida por fazer parte da família Meliaceae, buscando a realização da constituição Química desta espécie. O material vegetal, constituído das folhas de T. lepidota, foi coletado em novembro de 2006, na Reserva da Cia. Vale do Rio Doce, em Linhares, E.S.. O material foi seco ao ar livre e depois moído em moinho de martelos e submetido a três extrações a frio com hexano, seguido de três extrações a frio com metanol. As soluções obtidas foram concentradas à pressão reduzida. O extrato em hexano foi fracionado sucessivamente através de métodos clássicos de cromatografia (cromatografia em coluna e cromatografia em camada delgada preparativa em gel de sílica). Neste trabalho foram isolados três protolimonóides e o sitosterol, que é um esteróide comum em plantas, das folhas do extrato hexânico. Suas propostas estruturais foram baseadas em técnicas de RMN uni 1H e 13C e bidimensionais, 1H-1H-COSY, HMQC e HMBC, estabelecendo uma completa atribuição dos sinais de 1H e 13C das substâncias isoladas, e por comparação com dados descritos na literatura, baseando-se principalmente nas modificações apresentadas na cadeia lateral. Este trabalho resultou no isolamento de três protolimonóides em processo de confirmação estrutural, nunca antes isolados na espécie T. lepidota e um esteróide. Sendo este trabalho de grande relevância para a composição química da espécie e do gênero como um todo.