ESTUDOS DE FIXAÇÃO DE PLATAFORMAS FLUTUANTES COM ESTACAS TORPEDOS

  • Dianne da Rocha Fonseca
  • Sérgio Tibana
Palavras-chave: Centrífuga, Geotécnica, Estacas Torpedo

Resumo

A produção crescente de petróleo deve-se à exploração de campos em águas profundas, fato que vem exigindo alternativas para fixação de estruturas e plataformas nos locais de produção. Uma das alternativas que vem ganhando grande aplicação é a utilização de estacas torpedo desenvolvida pela PETROBRAS para ancorar as plataformas flutuantes. Este projeto visa implementar na centrífuga geotécnica, estudos que tem como objetivo pesquisar com modelos reduzidos a eficiência da estaca torpedo. Na simulação da cravação será estudado os efeitos da carga dinâmica no solo da estaca torpedo. Foram realizados ensaios preliminares com caulim e metacaulim. Estes materiais serão utilizados na mistura para construção do modelo físico do leito marinho. Os ensaios realizados foram os de caracterização geotécnica completa e adensamento. As curvas de distribuição granulométrica foram obtidas através dos ensaios de peneiramento, sedimentação e determinação da densidade dos grãos. Os ensaios seguiram as normas técnicas da ABNT (NBR-7181). No estudo da mistura foram executados ensaios de caracterização com o caulim puro, mistura de caulim e metacaulim (5%, 10%, 20%, 40%,80%, 90% e 95% de metacaulim). Os ensaios de adensamento foram realizados com as mesmas misturas utilizadas nos ensaios de caracterização, a exceção das misturas de 80%, 90% e 95% de caulim. Os ensaios Foram realizados seguindo os procedimentos preconizados nas normas brasileiras (NBR- 12007). O ensaio com caulim puro foi inicialmente realizado para se ter uma referência do comportamento das misturas. Observou-se que o Índice de Plasticidade e o Limite de Liquidez diminuem com o aumento do percentual de metacaulim. Com base nos resultados e como era de se esperar, pode-se observar que não foi possível determinar com precisão a tensão de pré-adensamento e a reta virgem nas curvas que relacionam a variação da tensão efetiva e do índice de vazios. Tal fato deve aos procedimentos de moldagem dos corpos de prova e a técnica de ensaio. Os corpos de prova eram muito fluídos, moldadas com teor de umidade igual ao limite de liquidez. Ainda assim observa-se a diminuição considerável da consistência do solo com o aumento do teor de metacaulim. Com os resultados dos ensaios de caracterização e adensamento foi possível determinar o comportamento de várias amostras (misturas de caulim e metacaulim) tanto do ponto de vista da plasticidade como de compressibilidade. Destaca-se a diminuição da plasticidade e da compressibilidade com o aumento do teor de metaculim.