FECUNDAÇÃO IN VITRO DE OÓCITOS BOVINOS SUBMETIDOS A DIFERENTES MÉTODOS DE SEPARAÇÃO DE FRAÇÃO MÓVEL DE ESPERMATOZÓIDES

  • Alinne Gloria Curcio
  • Carla Sobrinho Paes de Carvalho
  • Reginaldo da Silva Fontes
Palavras-chave: Maturação in vitro, Produção in vitro de embriões, Orceína

Resumo

A fecundação in vitro (FIV), tem sido utilizada para estudar os processos de maturação oocitária, fecundação e desenvolvimento embrionário, bem como propiciar o desenvolvimento de outras biotécnicas, como clonagem, transferência de genes, produção de indivíduos com elevado mérito genético e em programas de transferência de embrião. Este trabalho tem como objetivo avaliar as taxas de clivagem e produção de blastocistos usando diferentes métodos de separação de fração móvel de espermatozóides.Na maturação in vitro (MIV), oócitos selecionados em meio de manipulação foram transferidos para gotas de 100?L de meio de maturação e incubados por 22 horas. Após a MIV, os oócitos foram avaliados quanto ao estádio de maturação por coloração com orceína acética a 2% sob microscópia óptica. A FIV foi realizada em100 ?l do meio de fertilização por 18 horas. Os espermatozóides foram preparados com e sem a técnica de gradiente Percoll a 45% e 90%.O cultivo in vitro foi realizado em 100?L de meio TCM-199/10% SFB e antibiótico. Todas as etapas da produção in vitro de embriões foram realizadas a temperatura de 38,5oC em atmosfera de 5% de CO2.Após a leitura das lâminas observamos um percentual de 76%(19/25) dos ovócitosem estádio de metáfase II. Os índices de clivagem observados pela separação dos espermatozóides pelo gradiente de Percoll foram de 84,21%(48/57).Dos espermatozoides que somente foram lavados obtivemos 64,38%(47/73) de taxa de clivagem em D2.Os resultados obtidos até o momento são parciais e fazem parte de um programa de treinamento sendo necessárias mais repetições para a avaliação estatística e conclusão do experimento do experimento.