IDENTIFICAÇÃO DE UMA MICROBIOTA COMUM PRESENTE NOS QUATRO ESTÁGIOS DE VIDA DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI UTILIZANDO MEIOS DE CULTURA SELETIVOS

  • Sâmella da Hora Machado
  • Luana Chaves Gu Guimarães
  • Francisco José Alves Lemos
Palavras-chave: Aedes aegypti, microbiota

Resumo

As doenças transmitidas por insetos vetores é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Hoje, a dengue é a mais importante arbovirose que afeta o homem e constitui-se em sério problema de saúde pública no Brasil. O projeto visa o estudo da microbiota do Aedes aegypti a fim de entender a importância das bactérias para a fisiologia e verificar a existência de uma microbiota que seja comum nos quatro estágios de vida mosquito. Os mosquitos utilizados foram Aedes aegypti da linhagem Rockfeller mantidos no insetário da UENF. Os materiais utilizados no manuseio dos mosquitos e cultivo dos microrganismos foram previamente autoclavados. Todo o procedimento foi realizado no fluxo laminar.Os ovos, larvas, pupas e adultos foram sanitizados com solução de hipoclorito de sódio 1%, PBS estéril e etanol 70%. Os espécimes foram macerados em 200 ml de PBS, 100 ml da  amostra foi colocada em tubo estéril com 900 ml de PBS, realizando diluição de 10-1 a 10-3. Cem microlitros de cada diluição e de cada espécime foram plaqueados, espalhando-se o material em meio BHI com 4% de sangue humano. As placas foram colocadas na estufa a 28° por 24h. Foram realizados três procedimentos de extração em ovos e larvas; quatro extrações em pupas e duas, no adulto.Destas extrações, obteve-se cinco isolados do adulto, doze isolados da pupa, dois isolados da larva e quatro isolados do estágio ovo. Estes isolados foram caracterizados morfologicamente seguindo as características de colônias e foi realizado a Coloração de Gram, obtendo-se cocos gram-positivos, bacilos Gram-positivos e Gram-negativos . Dos vinte e três e isolados obtidos, nove estão mantidos em nitrogênio líquido e o restante estão em placas de Petri sob refrigeração para posterior congelamento. Obteve-se maior diversidade bacteriana de macerados oriundos de pupas que, segundo a literatura, tem uma contagem bacteriana bastante baixa. Estamos fazendo uma análise comparativa dos isolados obtidos, a fim de verificar a presença de um mesmo isolado nos diferentes estágios de vida do mosquito.