INFLUÊNCIA DA LUZ SOBRE O EFEITO DO ÓXIDO NÍTRICO E POLIAMINAS NO CRESCIMENTO DE CULTURAS EMBRIOGÊNICAS DE ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA

  • Saulo Pireda Fernandes
  • Claudete Santa-Catarina
Palavras-chave: Embriogênese somática, Óxido nítrico, Poliaminas

Resumo

O óxido nítrico (NO) e as poliaminas (PAs) são importantes moléculas envolvidas em vários processos celulares em plantas, incluindo o crescimento celular e a embriogênese somática. A luz é um importante fator que influencia vários processos do desenvolvimento vegetal, entretanto, não está claro o papel da luz sobre os efeitos das PAs e do NO relacionados ao crescimento de culturas embriogênicas. Neste sentido, o objetivo desse trabalho foi verificar a influência da luz no crescimento das culturas embriogênicas de A. angustifolia tratadas com PAs e NO. As culturas embriogênicas foram mantidas em suspensões celulares, em meio de cultura BM líquido. Para os experimentos, estas culturas foram incubadas em meio de cultura suplementado com diferentes concentrações das PAs putrescina (Put), espermina (Spm), espermidina (Spd) e com o inibidor MGBG, e com doador nitroprussiato de sódio (SNP), sequestrador PTIO (2-(4-carboxifenil)-4,4,5,5-tetrametilimidazolina-1,1-oxi-3-oxido) e inibidores de NO, tungstato e L-NAME (N(G)-nitro-L-argininemethylester). As culturas foram mantidas na ausência e presença de luz (fotoperíodo de 16 h de luz), sob agitação, com temperatura de 25 °C. Após 21 dias foi analisado o crescimento pelo incremento em matéria fresca. Observou-se após este período de cultivo que as PAs Put e Spd estimularam o crescimento das culturas embriogênicas mantidas no escuro, enquanto as culturas mantidas na presença luz não apresentaram uma diferença acentuada no crescimento. O doador de NO promoveu o crescimento das culturas embriogênicas mantidas na ausência de luz, e os inibidores, L-NAME e tungstato, e o seqüestrador de NO, PTIO, inibiram esta resposta nas maiores concentrações utilizadas. Por outro lado, na presença de luz não houve uma alteração significativa no crescimento das culturas embriogênicas mantidas nos diferentes tratamentos com NO. Verificou-seque a luz apresenta um papel importante sobre o efeito das PAs e do NO no crescimento das culturas embriogênicas de A. angustifolia. (FAPERJ, CNPq, CAPES e FAPESP)