Imagem, texto e memória no ensino de Literatura

  • Aline Monteiro
  • Angela Santi
  • Carolina Nóbrega
  • Cristiano de Moraes
  • Patrícia Reis
Palavras-chave: Memória, Texto, Imagem, Literatura, Modernidade

Resumo

O presente artigo pretende refletir sobre como as relações entre as tecnologias de imagem e texto na cultura contemporânea afetam as dinâmicas de memorização e subjetivação atuais, sobretudo aquelas que estão em questão no projeto de educação escolar. Em tempos de tecnologias digitais e trocas de informações instantâneas feitas primordialmente segundo uma lógica imagética, as experiências de tempo e memória acontecem principalmente sob a forma da aceleração e do processamento, da invenção, da criação. Desta forma, a educação, que tradicionalmente trabalha com textos numa relação temporal de demora, linearidade e eternidade, também, precisa acompanhar o ritmo dessas evoluções, pois lida agora com gerações inseridas em um mundo digital, armazenável e dinâmico. Integrando esse processo de reflexão, propomos analisar uma atividade na disciplina de literatura para alunos do ensino médio apoiado na análise de filmes contemporâneos. Os filme cinematográfico no suporte DVD entram como suportes imagéticos digitais, representando o universo de referências conhecido pelos alunos e a literatura, no caso as escolas literárias, como representante do conhecimento textual, estabilizado, estruturado das disciplinas escolares.

Biografia do Autor

Aline Monteiro
Professora Adjunta de Psicologia da Educação da Faculdade de Educação/UFRJ
Angela Santi
Professora Adjunta de Filosofia da Educação da Faculdade de Educação/UFRJ
Carolina Nóbrega
Graduanda da Escola de Belas Artes/UFRJ 
Cristiano de Moraes
Bacharel em Letras / Literaturas/UFRJ
Patrícia Reis
Graduanda da Escola de Belas Artes/UFRJ e Graduanda em Publicidade e Propaganda/UniverCidade