RECICLAGEM DE VIDRO DE PÁRA-BRISAS PARA PRODUÇÃO DE VITROCERÂMICA COM 15% DE ÓXIDO DE NIÓBIO

  • Hiasmim Rohem Gualberto
  • Iury Almeida Moraes
  • Mônica Calixto de Andrade
  • Edgard Poiate Junior
  • Fernanda Arruda
  • Isis Venturini Pola Andrea Poiate

Resumo

Vitrocerâmicas foram produzidas a partir de pó de vidro reciclado de para-brisas, visando reduzir a retirada de recursos naturais, o gasto de energia para a produção do material amorfo, e agregar valor ao material descartado. O pó de vidro foi conformado com prensagem uniaxial e sinterizado nas temperaturas de 800, 850 e 900 °C. Foi utilizado óxido de nióbio como agente nucleante a fim de facilitar o processo de cristalização, sendo adotada a concentração de 15% de óxido de nióbio na mistura com o pó de vidro. Pela difração de raios X evidenciou-se a presença de cristais em todas as temperaturas adotadas na sinterização. Percebeu-se queda na densidade e na resistência à flexão biaxial (21,38 MPa em 800 °C) com o aumento da temperatura de sinterização. Quanto a microdureza Knoop, foi de 353,78 a 382,04 HKn, apesar da redução da densidade tornar o material mais poroso.
Publicado
21-12-2018