COMPORTAMENTO DAS TENSÕES RESIDUAIS NO TRATAMENTO TÉRMICO DO AÇO AISI 4340

  • Caio Sérgius Maquito de Paiva Torres
  • Leticia Fernandes da Silva
  • Marcel Freitas de Souza
  • Mateus Campos Martins
  • Leosdan Figueredo Noris
  • Juan Manuel Pardal
  • Maria Cindra Fonseca

Resumo

Os tratamentos térmicos são indispensáveis na indústria, pois promovem melhorias nas propriedades mecânicas e microestruturais dos aços, sendo aplicáveis no produto final ou em etapas intermediárias do processo de fabricação. No presente trabalho foi estudado o comportamento das tensões residuais e das propriedades mecânicas, tais como dureza e tenacidade ao impacto, do aço AISI 4340 quando temperado a 860°C em óleo, e revenido a diferentes temperaturas. As tensões residuais foram medidas por difração de raios-X, utilizando o método do sen2? e comparadas com a análise das propriedades magnéticas obtidas por ruído magnético Barkhausen (RMB). Após a têmpera, foram encontradas tensões residuais de natureza trativa em todas as amostras. O tratamento térmico de revenido provocou relaxação das tensões em todas as temperaturas estudadas, porém permanecendo trativas nas amostras revenidas a 350°C e 450°C, e tornando-se compressivas somente no grupo revenido a 550°C. Com o aumento da temperatura de revenido, observou-se uma redução significativa na dureza do material, em oposição ao RMB e à tenacidade ao impacto, que apresentaram aumento proporcional ao aumento de temperatura de revenido.
Publicado
21-12-2018