ESTUDO DO MODELO DE DISPERSÃO PARA O REATOR TUBULAR COM RECHEIO (PBR)

  • Mariana Oliveira Marques
  • Thalles de Assis Cardoso Gonçalves
  • Mayara Mendes Costa
  • Hugo Lopes Ferreira
  • Robson Antônio de Vasconcelos

Resumo

O reator químico é um equipamento onde ocorrem reações químicas, onde uma espécie molecular é transformada em outra espécie molecular. O reator tubular com recheio (PBR) é um equipamento muito utilizado na engenharia química. O presente trabalho objetivou comparar a não idealidade do Reator Tubular Com Recheio Inerte (PBR). Os reatores foram estudados a não idealidade em três volumes diferentes através da comparação de suas conversões não ideal alcançadas experimentalmente. Os experimentos foram efetuados no módulo didático do laboratório de Cinética e Cálculos de Reatores, do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais – IFNMG – Campus Montes Claros. A partir dos experimentos, determinou-se a Distribuição do Tempo de Residência (DTR) para cada reator, e a partir da DTR encontrou-se o modelo de dispersão para prever a conversão não ideal de cada um dos reatores. E ao comparar as conversões para os diferentes volumes do reator PBR, percebe-se que a conversão é maior de acordo aumenta o volume do reator, e também isso se deve ao maior contato entre os reagentes no reator com presença de recheio inerte, uma vez que o recheio promove um aumento do nível de mistura.
Publicado
21-12-2018