ESTUDO COMPARATIVO DAS TÉCNICAS DE LENTE TÉRMICA MODO OTIMIZADO E ESPECTROSCOPIA DE ABSORÇÃO CONVENCIONAL PARA APLICAÇÕES EM COLÓIDES DE NANOPARTÍCULAS DE OURO

  • Marcenilda Amorim Lima
  • Aristides Marcano Olaizola
  • Maria Priscila Pessanha de Castro
  • Marcelo Silva Sthel

Resumo

Nanopartículas de ouro (NPsAu) têm sido estudadas devido seu potencial como agentes fototérmicos, pois quando conjugadas a biomoléculas podem atingir especificamente células cancerígenas, o que possibilita o tratamento de terapias de câncer. Portanto, faz-se necessário a busca por técnicas capazes de identificar e detectar sensivelmente a concentração dessas partículas. A técnica de lente térmica modo descasado otimizado, apresenta uma configuração com laser de excitação focado na amostra, e feixe de prova colimado, aumentando assim a sensibilidade da técnica. Neste trabalho, foi desenvolvido um espectrofotômetro de lente térmica cuja fonte de radiação consistia em uma lâmpada de xenônio (370 a 730 nm) para validar os resultados obtidos dos espectros de absorbância das nanopartículas de ouro (NPsAu 10 nm, 50 nm e 100nm), concentração de 0,05 mg/ml (NanoComposix). Utilizou-se um espectrofotômetro UV-VIS (Evolution 201 Thermo- Scientific) para determinar os espectros de absorbância (370 a 730 nm) dessas NPsAu contidas em cubetas de quartzo com 1 cm de espessura. A partir dos espectros obtidos observou-se um pico de absorção em torno de 520 nm, o que corresponde a interação plasmônica das NPs, produzindo absorção ressonante da radiação nessa região do espectro. 
Publicado
21-12-2018