DETERMINAÇÃO DA CONVERSÃO NÃO IDEAL DE UM REATOR CSTR EM DIFERENTES AGITAÇÕES USANDO O MODELO DE DESVIO E VOLUME MORTO

  • Mayara Mendes Costa
  • Thalles de Assis
  • Mariana Oliveira Marques
  • Robson Antônio de Vasconcelos

Resumo

O reator contínuo de tanque agitado (CSTR) é comumente utilizado nas indústrias.Teoricamente, ele é caracterizado por proporcionar uma mistura perfeita do fluido,entretanto, na realidade, podem ocorrer fenômenos que corrompem essa característica idealde mistura. Desse modo, é necessário estudar o quanto seu comportamento se desvia doideal; para isso, deve ser determinada a curva de distribuição de tempo de residência (DTR),que mostra o tempo que diferentes frações do fluido permanecem no reator. Associando aDTR a algum modelo de mistura, pode-se prever a conversão real do reator. O presentetrabalho teve como objetivo analisar, em diferentes níveis de agitação, a não-idealidade deum reator modular CSTR. Para isso, foi obtida a DTR, que associada ao modelo de desvio ezona morta, foi determinada a conversão não-ideal. Foi observado que, para uma maioragitação do reator CSTR, obteve-se uma curva da DTR mais próxima da ideal; entretanto,para a menor agitação, de acordo com o modelo de desvio e volume morto, alcançou-se umamaior conversão não-ideal.
Publicado
21-12-2018