Desenvolvimento de Bactérias Artificiais Mutantes Streptococcus agalactiae híbridas entre Oreochromis niloticus e Homo sapiens por via de Algoritmos Genéticos e Meta-Heurísticas

  • Edgar Lacerda de Aguiar
  • Gustavo Mendonça
  • Cláudia Assunção
  • Paulo Almeida
  • Sandro Dias
  • Thiago Rodrigues

Resumo

Os microrganismos podem ser classificados e observados em diferentes reinos biológicos,sendo amplamente distribuídos pela natureza, detectados nos lugares mais inóspitos, afetando diretamente o padrão ambiental e outros organismos. Neste trabalho serão geradas bactérias artificiais mutantes de Streptococcus agalactiae por meio de Algoritmos Genéticos e Meta- Heurísticas, seguida de análises pangenoma da espécie, combinando os clusters de genes das linhagens encontradas no peixe Tilápia (Oreochromis sp.) e com os de Humanos(Homo sapiens), sua posterior classificação em uma m´aquina de inferência Fuzzy com o modelo Mamdani. Visando auxiliar estudos genômicos entre os possíveis perfis das bactérias e desenvolver análises comparativas necessárias para auxiliar na criação de um novo perfil genômico híbrido de humano com os genes de peixe, de modo a se preparar para um eventual surto e como tratá -las de forma preventiva. A aplicação da Máquina Fuzzy se mostrou muito útil para auxiliar nas tomadas de decisões e nas classificações dos perfis das bactéria.Após execucções dos algoritmos foi possível gerar novos mutantes híbridos com perfil de humano e peixe factíveis, que obtiveram bons resultados para adaptabilidade e sobrevivência.
Publicado
21-12-2018